Cidadeverde.com
Política

Eleitor chega cedo para votar e "fugir" do calor em Teresina

Imprimir

Foto: Yala Sena

No Colégio Madre Savina, localizado na zona Leste de Teresina, os eleitores chegaram cedo e destacaram a importância do voto. Os idosos preferem votar mais cedo devido ao calor e enfrentaram fila antes mesmo de os portões abrirem.

O eleitor Francisco Andrade classifica a polarização como normal e disse que a campanha foi acirrada e sem proposta onde tudo foi levado para o lado pessoal.

"Antes de ser um direito, o voto é um dever. As eleições deveriam ser conversadas em família, que é a base. Na política que se constrói nossa vida. Bom ou ruim é a construção da sociedade e civilização", disse o eleitor.

O técnico de informática Edson Silva disse que quer o bem do país por isso está votando no 2º turno assim como fez no primeiro. Ele classificou a campanha eleitoral com muitas mentiras de ambos os lados.

"Quem vota quer o melhor para o seu país. Creio que pesquisas e o horário eleitoral influenciaram os eleitores", afirmaram.

A empresária Fernanda Gondim viu a campanha acirrada e que o voto é uma maneira de mudar o regime e o sistema do país.

"No Piauí, 70% dos votantes são de esquerda, aqui o sistema não terá mudança. Espero que o piauiense vote com consciência”, declarou.

O deputado estadual, Flávio Nogueira Júnior, disse que o Nordeste dará a maior votação para o Lula. 

“É preciso colocar alguém sensibilizado com o ser humano e com o brasileiro é essa pessoa é Luiz Inácio Lula da Silva. Acredito que o Nordeste dará a maior votação para o Lula e irá refletir em todo o país. Acho que Lula será eleito com mais de seis milhões de votos”, disse Flávio Junior.

O maior colégio eleitoral do Piauí, Pires de Castro, no Dirceu, a votação está tranquila e sem filas. São mais de 5700 eleitores que votam na unidade escolar.

Flash Yala Sena
[email protected]

Imprimir