Cidadeverde.com
Esporte

Após título do Flamengo, Mundial de Clubes tem cinco classificados

Imprimir

O Flamengo conquistou o título da Libertadores neste sábado (29) ao vencer o Athletico-PR por 1 a 0 em Guayaquil, no Equador, na grande decisão da competição.

Taça do Mundial de Clubes - Foto: Fifa / Divulgação

Com essa definição, o Mundial de Clubes começa a ganhar forma. A disputa acontece em fevereiro de 2023, ainda sem sede definida. A Fifa estuda a possibilidade de organizar o evento nos Estados Unidos.

Além dos Estados Unidos, a China e os Emirados Árabes Unidos estão na disputa para receber o torneio no próximo ano. A ideia é que aconteça entre os dias 6 e 12 de fevereiro. O atual campeão é o Chelsea, da Inglaterra, que bateu o Palmeiras.

O Flamengo carimbou a vaga para o Mundial, assim como o Real Madrid, da Espanha, atual campeão da Liga dos Campeões da Uefa.

A equipe, inclusive, é a maior campeã mundial, com sete títulos. O Wydad Casablanca, do Marrocos, será o representante africano após vencer a Liga dos Campeões da África.

Já o Seattle Sounders, dos Estados Unidos, será o representante da América do Norte, Central e Caribe. O clube norte-americano venceu o Pumas, do México, na decisão da Liga dos Campeões da CONCACAF.

O Auckland City, da Austrália, jogará pela Oceania depois de conquistar o décimo título no campeonato do continente.

Restam mais duas vagas: o campeão da Liga dos Campeões da Ásia e o campeão do país-sede (que dependerá da escolha da Fifa). Na Ásia, o Urawa Red Diamonds, do Japão, está garantido na final, mas aguarda o adversário no outro chaveamento, que está nas oitavas.

Os duelos são Al-Hilal (ARA) e Shabab Al-Ahli (EAU), Al-Shabab (ARA) e Nasaf Qarshi (UZB), Al-Duhail (QAT) e Al-Rayyan (QAT) e Al-Faisaly (ARA) e Foolad FC (IRA).

O último brasileiro campeão foi o Corinthians, em 2012. Grêmio (2017), Flamengo (2019) e Palmeiras (2021) foram os últimos brasileiros finalistas e ficaram com o vice-campeonato.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir