Cidadeverde.com
Política

MDB conta com influência de Themístocles Filho para seguir na presidência da Alepi

Imprimir

Com três postulantes à presidência da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), o MDB aposta na influência política do deputado Themístocles Filho (MDB), eleito vice-governador no último pleito, para seguir no comando do parlamento estadual. 

Em entrevista do Jornal do Piauí desta segunda-feira (07), o deputado Henrique Pires (MDB) destacou que o bom relacionamento do atual mandatário da casa legislativa com as lideranças partidárias deve ter peso na escolha do sucessor. 

“Ele é uma pessoa que conhece a casa como poucos, acho que na história da Assembleia e do legislativo do Brasil tem a experiência que ele tem. Ele é querido por todos, então sim [...] além de ter uma boa relação dentro do PT, PP e da oposição, é uma pessoa muito querida”, destacou o emedebista. 

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com

Outro fator diz respeito ao sucesso eleitoral de Themístocles Filho nos dois últimos pleitos. Em 2022 ele se elegeu vice-governador na chapa encabeçada por Rafael Fonteles (PT), ele se saiu vitorioso com a reeleição de Marcos Aurélio (PSD) como deputado federal e Felipe Sampaio (MDB), eleito para o primeiro mandato na Alepi.

Já em 2020 teve participação direta na articulação do grupo político que atuou na eleição de Dr. Pessoa (Republicanos) para a Prefeitura de Teresina, além de ter eleito a esposa, Ivanária Sampaio (MDB), como prefeita de Esperantina. “Mostra mais uma vez o seu tino político”, ressaltou Henrique Pires. 

A bancada do MDB deve se reunir nesta terça-feira (08) para discutir e alinhar o seu posicionamento em relação a eleição da nova mesa diretora da Alepi. Outro partido que disputa a presidência do legislativo é o PT. 

Breno Moreno 
[email protected]

Imprimir