Cidadeverde.com
Cidades

Presidente da Fundação Quixote sofre acidente de carro na BR-316

Imprimir

Foto: Divulgação

O Presidente da Fundação Quixote, Professor Kássio Gomes, sofreu um acidente de carro quando trafegava em trecho da BR-316 entre os municípios de Passagem Franca e Elesbão Veloso, em direção ao município de Valença do Piauí. O acidente aconteceu na tarde desta quinta-feira (17), por volta das 17h, 

De acordo com informações colhidas no local, o veículo dirigido pelo Professor Kássio Gomes foi atingido na lateral por uma carreta que tentava realizar uma ultrapassagem. Com a colisão o veículo foi jogado para uma área em declive vindo a capotar por três vezes. O motorista da carreta seguiu viagem sem prestar socorro.

Apesar da gravidade do acidente, o Professor Kássio Gomes, conseguiu sair sozinho do veículo e recebeu auxílios de populares que trafegavam pelo local.

“Eu vi a hora que a bitrem se aproximou. Ela vinha muito veloz e como não possível ultrapassar a gente porque vinha uma carreta no lado oposto, o motorista jogou a carreta pra cima da ambulância, mas eu consegui descer para o acostamento, mas pelo retrovisor eu vi quando a rabeta dela bateu no carro que também já estava no acostamento. Por pouco ela não bateu na gente”, ressalta o motorista de ambulância da cidade de Prata do Piauí que presenciou o momento exato do acidente.

Foto: Arquivo/Cidadeverde.com 

Professor Kássio Gomes

Kássio Gomes encontra-se em Valença do Piauí, sua cidade natal, onde deverá passar por avaliação médica antes de retornar a Teresina. “Estou bem, passei por uma espécie de livramento. Não vi quase nada do acidente. Lembro-me apenas que eu dirigia logo atrás de uma ambulância quando percebi uma carreta fazendo-nos uma ultrapassagem. Suspeito que por não haver espaço suficiente o motorista da carreta abortou a ultrapassagem e nos obrigou (a mim e ao motorista da ambulância) a buscarmos o acostamento. Depois senti uma batida na lateral do meu carro que capotou. Tive pequenas escoriações e sofri uma pancada nas costas. No mais estou bem, graças a Deus”, finaliza Kássio Gomes.

 

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir