Cidadeverde.com
Esporte

Roberto Carlos vê pressão pelo hexa e diz: 'Todos querem ganhar do Brasil'

Imprimir

A caminhada em busca do hexa começa para a seleção brasileira nesta quinta-feira (24), quando o time de Tite estreia na Copa do Mundo do Qatar contra a Sérvia, às 16 horas (de Brasília). Para o ex-jogador Roberto Carlos, campeão em 2002, a pressão pelo título é grande para o Brasil.

"Pode ser que seja um pouco maior pelo tempo que o Brasil não ganha. Esses 20 anos dão uma certa preocupação na gente", disse o ex-lateral, que ponderou que a pressão, contudo, não deve influenciar no futebol dos jogadores.

"Você bota a camisa da seleção brasileira e tem que entrar lá e jogar seu futebol. Não pode ficar preocupado com pressão. O negócio é jogar", completou.

Roberto Carlos também falou das dificuldades que o Brasil pode aguardar no Mundial. Afinal, todos os adversários sonham em vencer a seleção em uma Copa do Mundo, então é necessário colocar algo a mais em campo para evitar surpresas.

"Todo mundo quer ganhar do Brasil. Agora, sé nós colocarmos nossa motivação melhor que a dos adversários, na técnica a gente ganha. Na qualidade a gente ganha", disse.

"Para ganhar a sexta nós temos que colocar algo a mais que o adversário. No primeiro jogo, no segundo jogo, no terceiro, no quarto, no quinto, no sexto... e na final, só Deus sabe. 

Mas o importante é colocar esse algo a mais que o adversário coloca contra a gente. Se você colocar um pouco a mais que o adversário, pela qualidade da seleção brasileira, a possibilidade de ser campeã é muito grande", completou.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir