Cidadeverde.com
Últimas

Oposição lança chapa para disputar eleições da mesa diretora da Câmara de Picos

Imprimir
  • dentro_2.JPG Paula Monize
  • dentro_4.JPG Paula Monize
  • dentro_3.JPG Paula Monize
  • dentro_1.JPG Paula Monize
  • dentro_7.JPG Paula Monize
  • dentro_6.JPG Paula Monize

 

Na manhã desta terça-feira (22) os vereadores de oposição do Legislativo Picoense lançaram a chapa que disputará as eleições para a mesa diretora da Câmara Municipal biênio 2023-2024. Para o cargo de presidente foi indicado Eriberto Barros (Progressistas) e para vice-presidente o vereador Irmão Zé Luís (MDB).

A reunião aconteceu no Restaurante Picos Hotel e contou com a participação de oito vereadores: Eriberto Barros (Progressistas), Irmão Zé Luís (MDB), Valdivia Santos (PT), Hugo Victor (MDB), Toinho de Chicá (Progressistas), Antônio Moura (PCdoB), Wellington Dantas (PT), Rinaldinho (MDB).

As articulações para as eleições da mesa diretora vêm sendo ensaiadas desde fevereiro deste ano e o grupo se diz coeso e confiante.

Composição da chapa
Eriberto Barros (Progressistas) - Presidente 
Irmão Zé Luís (MDB) – 1º vice-presidente 
Antônio de Chicá (Progressistas) – 2º vice-presidente 
Wellington Dantas (PT) – 1º secretário 
Antônio Moura (PCdoB) – 2° secretário

Vereadores que compõem a chapa

O vereador e candidato a presidente da chapa oposicionista, Eriberto Barros (Progressistas), destacou que o grupo é pautado no respeito ao cidadão picoense.

"Eu recebo essa indicação com muito entusiasmo e também ir com mais vontade de poder ir para eleição, vencer, e fazer um mandato que respeite o cidadão picoense. Não há nenhuma garantia formal, mas primeiro existe uma confiança nas relações, respeito e confiança no desejo de cada vereador que hoje participa e busca fazer a diferença nas eleições, transformar a Câmara Municipal num cenário totalmente diferente que vem acontecendo”, disse o vereador. 

Vereador Eriberto Barros ao centro da imagem

Se for eleito, Eriberto Barros enfatizou que procurará fazer uma gestão responsável e independente do Executivo Municipal.

“Procurarei fazer um mandato na busca da valorização do vereador na intenção de fazer uma gestão independente de poderes externos, sempre priorizando a melhor solução para município de Picos”, comentou.

O candidato a vice-presidente da chapa, Irmão Zé Luís (MDB), reforçou a união dos vereadores mesmo diante do assédio para apoio a situação.

“Acreditamos nessa chapa por tudo o que vivemos, vivenciamos nesta reunião e pelo processo que estamos trabalhando desde fevereiro. Cada dia nos reunimos, falamos desse projeto de oposição, então eu não acredito que vá acontecer aquilo que aconteceu em anos anteriores. Os oito vereadores estão unidos num só propósito, num só pensamento nesta composição da eleição. Fui procurado, assim também como foi os demais vereadores foram procurados. Também visitamos alguns vereadores da situação, com quem temos mais afinidade. Essa articulação faz parte do processo eleitoral”, frisou.

Vereador Irmão Zé Luís

O vereador  indicado ao cargo de 1° secretário, Wellington Dantas (PT), ressaltou que pela primeira vez nos últimos anos, a oposição poderá eleger a mesa diretora.

"A oposição começou com minoria na Câmara Municipal de Picos, depois por vários fatores dentre eles a falta de compromisso e de um bom tratamento do prefeito municipal para com os vereadores Eriberto Filho e Toinho de Chicá, nós aumentamos e hoje somos oito vereadores de oposição. Existe uma união da oposição de Picos para que possa então eleger a mesa diretora da Câmara, algo quase que inédito na história recente da política. Faremos uma posição responsável, justa, legal, sem nenhum tipo de caças às bruxas”, disse.

Vereador Wellington Dantas

O vereador Antônio de Chicá (Progressistas) que compõe a chapa, mencionou que o grupo de oposição busca trabalhar pelo povo de Picos.

"Estamos aqui firmes e fortes para que nós possamos fazer uma oposição responsável, querendo uma Picos melhor, trabalhar mais pela cidade e fiscalizar mais o poder público com responsabilidade, com desejo de termos uma Picos melhor”, pontuou.

Vereador Antônio de Chicá

O vereador Antônio Moura (PCdoB) diz se sentir à vontade para compor e defender a chapa.

"Cheguei na Câmara Municipal em fevereiro deste ano, e logo com um mês depois iniciamos esse diálogo. Como entrei pela oposição, hoje defendo uma chapa de oposição ao prefeito de Picos. Houve esse entendimento, logo cedo me afinei com o grupo e dei a minha palavra. Hoje me sinto à vontade para estar nessa chapa e defender a mesma”, concluiu.

Vereador Antônio Moura

As eleições para escolha da mesa diretora da Câmara de Picos biênio 2023-2024 ocorrerão no dia 15 de dezembro. 


Paula Monize
[email protected]

Imprimir