Cidadeverde.com
Últimas

Menino é mordido por píton de 3 m e arrastado para piscina na Austrália

Imprimir

Um menino de 5 anos foi resgatado em uma piscina, após sobreviver ao ataque de uma cobra píton de 3 metros de comprimento. O animal estava enrolado na perna do garoto, em Byron Bay, na Austrália, segundo o site local 7 News.

O garoto Beau Blake estava andando na beirada da piscina quando foi mordido pela cobra, e arrastado para a água, com a cobra enrolada e apertando a sua perna. O pai e o avô estavam próximos do local e o socorreram do animal, que tinha o triplo do tamanho do menino.

Seu avô de 76 anos pulou na piscina para salvá-lo. Ele conseguiu tirar o menino da água, para depois o pai do menino retirar a cobra de sua perna.

O menino foi levado para o Hospital Byron Bay Sand e está se recuperando em casa da mordida. Seus pais o mantiveram em casa longe da escola para garantir que ele se recuperasse.

"Estávamos sentados, observando-os nadar, prestes a pular na piscina e, de repente: bang! Foi como se uma sombra escura saísse do mato", disse o pai de Beau, Ben.

Ben não tem certeza se Beau acidentalmente pisou na cobra ou a assustou, mas assim que a cobra se agarrou, o menino rolou e caiu na piscina. Rapidamente, o animal se enrolou em suas pernas.

"Nós dois corremos para ajudar ele", disse Ben. Uma vez que Beau estava fora da piscina, o pai levou cerca de 15 a 20 segundos para tirar a cobra de seu tornozelo.

Quanto à cobra, Ben disse que a segurou por cerca de 10 minutos após tirá-la de Beau, antes de soltá-la de volta no jardim.

"É a temporada das cobras, elas ficam do lado de fora de casa", disse Ben.
A mãe de Beau, Tesse Ferguson, compartilhou detalhes do momento dramático nas redes sociais, alertando outros pais para "manter os olhos abertos".

"Tivemos sorte de ter a resposta rápida e foi preciso muito esforço para puxar a píton, que estava firmemente enrolada em sua perna. Muitos abraços para meu meninos esta noite. Pais, o impensável pode acontecer!", disse ela.

Apesar de Beau estar "muito abalado", Tesse disse que a família está grata por ele estar bem e não ter se machucado mais gravemente.

Fonte: Folhapress

Imprimir