Cidadeverde.com
Economia

Empresa é autuada pelo Procon por fraude durante a Black Friday em Teresina

Imprimir

Foto: Divulgação / Procon/MPPI

O Ministério Público do Estado do Piauí, por meio do Procon (Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor) autuou, nesta sexta-feira (25/11), uma empresa por fraude durante a Black Friday em Teresina. 

A loja autuada está passível à aplicação de multa, segundo o Código de Defesa do Consumidor, e têm prazo de 15 dias para apresentar defesa.

A ação do Procon aconteceu nas zonas Leste e Centro de Teresina, e foi realizada com a parceria dos Procons da Assembleia e Municipal, sob a coordenação do fiscal Antônio Oliveira, do MPPI. Duas equipes fiscalizaram, ao todo, 11 estabelecimentos. 

O Procon informa que, no dia 9 de novembro, foi feito um levantamento de preços, a fim de averiguar se, no momento da Black Friday, as promoções anunciadas seriam verdadeiras ou não. 

O fiscal Antônio Oliveira ressaltou que uma prática das lojas é aumentar o valor antes da data, e depois simular que o produto está na promoção.

“Essa prática se caracteriza como publicidade enganosa e vantagem excessiva. Essas lojas irão receber um auto de infração, e, com isso, é aberto um processo administrativo no Ministério Público. Após a empresa apresentar a defesa, e, caso ela não seja considerada pertinente, será aplicada a multa”, disse o fiscal.

Está disponível, no site do MPPI, o “Painel Procon Black Friday – 2022”, por meio do qual a população pode encontrar dicas, pesquisar preços e ter acesso a um ranking de resolutividade de lojas de comércio eletrônico e a canais para reclamação, caso o consumidor se sinta prejudicado. 

Caso a população perceba alguma irregularidade, a população tem a possibilidade de encaminhar denúncia para o e-mail [email protected] O consumidor pode anexar fotos e vídeos que demonstram os possíveis abusos.

 

Da Redação
[email protected] 

Imprimir