Cidadeverde.com
Últimas

"Mudanças técnicas são necessárias", diz presidente da FMS sobre exonerações

Imprimir

O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, comentou nesta segunda-feira (28), as exonerações e nomeações realizadas na FMS pelo prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (Republicanos). Segundo Gilberto Albuquerque, as mudanças são para acelerar os processos dentro da Fundação. 

“Essas mudanças foram dentro da própria equipe onde o prefeito, em tentativa de dar uma celeridade nos processos, fez algumas mudanças, lembrando, são todos profissionais muito bons, altamente treinados, qualificados, mas as mudanças técnicas são necessárias e assim o prefeito procedeu”, disse o presidente da FMS.

As exonerações foram publicadas no Diário Oficial do Município da edição de sexta-feira (25). No mesmo documento, há a confirmação do cirurgião Anderson Martins Dantas na direção geral do HUT. Ele era diretor executivo da FMS e já integrava os quadros do HUT há algum tempo. 

Confira lista de exonerados e nomeados: 

Exonerados 

Karla Veloso Lopes
Franklis Lima Leal
Anderson Martins Dantas
Maycon Alex Cavalcante Moreira
Francilina De Paula Quirino Araújo
Giliane Keline Melo Mariano
Fábio Marcos De Sousa
Luiz Pereira Da Costa
Samia Vieira Batista Da Silva
Ciro Gomes Coimbra
Hormone Oliveira Rodrigues
Luciana Carvalho De Melo Sousa

Nomeados

Anderson Martins Dantas
Maycon Alex Cavalcante Moreira
Luiz Pereira Da Costa
Samia Vieira Batista Da Silva
Ciro Gomes Coimbra
Luciana Carvalho De Melo Sousa
Breno Ryan Do Nascimento E Silva
Italo Costa Sales

Vacinação de crianças 

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) abriu na última sexta-feira (25), vagas de agendamento para a vacinação contra a Covid-19 de crianças com seis meses a dois anos sem comobridades. Segundo o presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, após o preenchimento de todas as vagas, a expectativa é que novas doses sejam encaminhadas em breve à Teresina para a imunização completa dessa faixa etária.

“Estamos aguardando, a promessa do Ministério da Saúde é que nós tenhamos mais doses, que possamos ter a quantidade suficiente para que todas as nossas crianças também possam ser vacinadas muito em breve”, explica o gestor.

Ainda de acordo com Gilberto Albuquerque, a FMS abriu a vacinação para esse público em geral devido à pouca procura no agendamento de crianças com comorbidades. Ao todo, apenas 170 crianças de seis a dois anos com algum tipo de doença se vacinaram. Teresina recebeu mil doses do Ministério da Saúde.

“O Ministério da Saúde destinou mil doses para Teresina e que preferencialmente fossem para essas crianças com comorbidades, só que o andamento estava lento, então nós fizemos o comunicado ao Ministério da Saúde e a Sesapi que nos liberou essas doses para que a gente pudesse fazer a crianças com ou sem comorbidades e assim pudéssemos acelerar o processo de vacinação. Fomos atendidos, abrimos já o agendamento, e por surpresa nossa, no mesmo dia, se preencheu todas essas vagas existentes”, acrescentou Gilberto.


 

Rebeca Lima
[email protected] 

Imprimir