Cidadeverde.com
Entretenimento

Andressa Urach reencontra filho Leon após internação forçada em hospital psiquiátrico

Imprimir

 

 

A modelo e ex-vice Miss Bumbum Andressa Urach, 35, reencontrou nesta segunda-feira (28) o filho caçula, Leon, cinco meses, após internação forçada em um hospital psiquiátrico. Ela compartilhou uma foto com o bebê no colo no Instagram e falou sobre o reencontro em seu canal no YouTube.

No vídeo, ela contou que o ex-marido Thiago Lopes buscou o filho na casa da avó paterna, no Maranhão, e o levou para a casa do ex-casal. "Meu coração está aliviado, acabei de ver o Leon. Thiago me fez uma surpresa, buscou o Leon e graças a Deus já o vi, cheirei muito. Matei toda a saudade que eu estava dele", disse. "Foram dias difíceis longe dele."

A modelo disse que agradeceu ao ex-marido por ter trazido o filho sem eles precisarem brigar. Ela falou que precisa ter um bom relacionamento com o ex-marido porque vai criar o filho junto com ele. "Não pode ficar brigando, não acho adequado isso", falou Andressa. "Meus filhos são a minha vida, Arthur e Leon", afirmou emocionada.

No domingo (27), a modelo deu sua versão sobre a recente internação forçada em um hospital psiquiátrico em um vídeo publicado no YouTube. Ela admitiu que teve um "surto", mas disse que ele teria sido causado por uma substância que teria sido posta em sua bebida por um desconhecido.

Urach explicou que demorou a se pronunciar por recomendação médica, mas que resolveu falar porque o marido, Thiago Lopes, deu uma entrevista falando sobre o assunto. "Ele está colocando de uma maneira que não é a verdade", afirmou. "Eu só não me pronunciei antes porque fui orientada pelos médicos a não responder, a não falar, pois poderia me causar estresse."

Segundo ela, o surto teria ocorrido no dia 30 de outubro, quando teria sido dopada por um desconhecido. "Alguém colocou algo para eu beber, eu não sei quem, mas eu fiquei com uma desconexão, eu acreditei que Jesus fosse voltar naquele exato momento, naquele dia", afirmou ela, lembrando que é diagnosticada com transtorno bipolar.

Na ocasião, segundo Lopes, ela teria chegado a oferecer o filho do casal, Leon, de 9 meses, em sacrifício. A modelo diz que, apesar da situação ter saído do controle, a internação não era necessária.

"Meu excelentíssimo esposo chamou a polícia, que me levou para a frente de casa, aí chegou o Samu e me levaram para o hospital psiquiátrico aqui no Rio Grande do Sul", relatou. "Ele me internou à força", disse a modelo que saiu da instituição graças à ajuda de sua mãe, Marisete.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir