Cidadeverde.com
Últimas

Preciso de Neymar para abrir espaços, diz Richarlison, que passou em branco contra a Suíça

Imprimir

Foto - Lucas Figueiredo - CBF

O atacante Richarlison, que marcou os dois gols da vitória sobre a Sérvia, no primeiro jogo da seleção na Copa do Mundo, acabou substituído por Gabriel Jesus aos 28 minutos do segundo tempo nesta segunda (28), quando o jogo contra a Suíça ainda estava empatado.

Segundo o atacante, a ausência de Neymar pesou.

"Neymar é o Neymar, né? Querendo ou não, ele puxa a marcação ali na frente e abre espaço para a gente. Faz muita diferença. Faz falta para mim, que sou o 9, onde a bola chega. Preciso dele para abrir os espaços", disse Richarlison.

"Esperar que ele se recupere logo. Hoje não tive muitas chances para finalizar cara a cara com o goleiro, mas batalhei, corri, defendi."

O gol da vitória contra os europeus foi marcado por Casemiro.

Apesar de ter passado em branco, o atacante afirma que o fato de ter marcado dois gols logo no primeiro jogo não muda nada em relação à pressão por ser o camisa 9 da seleção brasileira na Copa.

"Não mudou nada. Claro que ganhei um pouco mais de visibilidade, mas o meu talento foi sempre o mesmo, desde quando jogava no América-MG. Aqui na Copa do Mundo que começaram a me ver um pouco mais. Eu tava tranquilo quanto a isso, faço bastante gol aqui na seleção, sei o peso de carregar essa camisa."

Vice-artilheiro do Mundial do Qatar, Richarlison diz que a artilharia está em segundo plano. "Minha meta é ser campeão, se vir artilharia, melhor ainda."

O atacante também falou sobre o gramado do estádio 974, criticado pelos jogadores.

"O gramado é um pouquinho ralo, fica ruim de dominar a bola. Estamos acostumados com um tapete na Europa, chega aqui e está ralo, faltando grama, aí dificulta. Mas se vai estar difícil para gente, vai estar para o adversário também."

 

Fonte: Folhapress

Imprimir