Cidadeverde.com
Esporte

Mata-matas da Copa têm pela 1ª vez seleções de seis regiões diferentes

Imprimir

A Copa do Mundo do Qatar, a primeira no Oriente Médio, é também a Copa da diversidade geográfica.

Pela primeira vez na história do Mundial, países de seis áreas diferentes do globo se classificaram para os mata-matas: Europa (8), América do Sul (2), América do Norte (1), África (2), Ásia (2) e Oceania (1).

O recorde anterior, desde que a Copa passou a ter as oitavas de final no atual formato (1986), pertencia a cinco Copas (1994, 2002, 2006, 2010 e 2014), quando seleções de cinco diferentes posições geográficas se classificaram.

A Europa, que começou a competição com 13 seleções, classificou para os mata-matas deste Mundial oito delas: Holanda, Inglaterra, Polônia, França, Espanha, Croácia, Suíça e Portugal.

A América do Sul, com quatro representantes, se mantém na Copa com metade deles: Brasil e Argentina passaram; Uruguai e Equador, não.

Da América do Norte, os EUA avançaram e tentarão neste sábado (3) eliminar a Holanda. México e Canadá, que perdeu todas as três partidas, tiveram vida curta no Mundial.

Dos asiáticos, o Japão passou derrotando em seu grupo as poderosas Alemanha, que está eliminada, e Espanha.

A Coreia do Sul também fez bonito, superando Portugal na rodada final e chegando em segundo em seu grupo.

O anfitrião Qatar, com três derrotas em três jogos, a Arábia Saudita e o Irã ficaram pelo caminho.

Os classificados da África são Senegal e Marrocos. Tunísia, Gana e Camarões, apesar de terem ganhado um jogo cada um em seus respectivos grupos, não conseguiram chegar à etapa de confrontos eliminatórios.

Pela Oceania, a Austrália, maior surpresa da Copa junto com Marrocos, ganhou duas das três partidas e terá neste sábado um desafio hercúleo diante da Argentina de Messi.

Os australianos, situados geograficamente nessa região, disputam as Eliminatórias para o Mundial junto com os países da Ásia.

A razão? Ampliar as próprias chances de classificação para a Copa, já que a Oceania não tem uma vaga assegurada -o campeão do seu qualificatório ainda tem de superar uma seleção de outra região para obter lugar no Mundial.

As Eliminatórias da Ásia oferecem quatro vagas diretas e uma em duelo com um país de outro continente.

Na gestão Sepp Blatter (1998-2015), a Fifa, em decisão política, aceitou, a partir das Eliminatórias da Copa de 2010, que a Austrália "mudasse de continente", o que satisfez também as demais nações da Oceania, antes com chances irrisórias de ir à Copa devido à inferioridade futebolística ante os australianos.

Por fim, nesta Copa, a única seleção da América Central no Qatar, a Costa Rica, parou na primeira fase.

Outro ineditismo alcançado, que indica equilíbrio no torneio, é que nenhuma seleção alcançou 100% de aproveitamento na fase de grupos.

É a primeira vez que isso corre desde 1998, quando começou o formato com 32 equipes.

COPA SEM DOMÍNIO

Outro registro de destaque na Copa no Qatar é a ausência de uma seleção com 100% de aproveitamento na fase de grupos, o que nunca tinha acontecido no atual formato de disputa, desde o Mundial de 1998, na França.

As melhores campanhas da primeira fase nesta competição foram das seleções de Holanda, Inglaterra e Marrocos, com duas vitórias e um empate cada uma.

As edições que tiveram mais times "perfeitos" antes do mata-mata foram as realizadas em 2014, no Brasil, e 2006, na Alemanha, ambas com quatro times que somaram três vitórias em suas chaves.

Em 2018, na Rússia, três países conseguiram isso: Uruguai, Bélgica e Croácia, esta última e derrotada pela França na decisão.

As Copas de 1998, 2002 e 2010 tiveram, cada uma, dois países com 100% de aproveitamento na fase de grupos.
*
AS REGIÕES NAS OITAVAS

2022 - 6 regiões
Europa (8)
América do Sul (2)
África (2)
Ásia (2)
América do Norte (1)
Oceania (1)

2018 - 4 regiões
Europa (10)
América do Sul (4)
Ásia (1)
América do Norte (1)

2014 - 5 regiões
Europa (6)
América do Sul (5)
África (2)
América do Norte (2)
América Central (1)

2010 - 5 regiões
Europa (7)
América do Sul (4)
Ásia (2)
América do Norte (2)
África (1)

2006 - 5 regiões
Europa (10)
América do Sul (3)
Oceania (1)
África (1)
América do Norte (1)

2002 - 5 regiões
Europa (9)
América do Sul (2)
Ásia (2)
América do Norte (2)
África (1)

1998 - 4 regiões
Europa (10)
América do Sul (4)
África (1)
América do Norte (1)

1994 - 5 regiões*

1990 - 4 regiões*

1986 - 4 regiões*

Número de seleções era menor, com apenas 24 países na Copa

Fonte: Folhapress

Imprimir