Cidadeverde.com
Esporte

Alex Sandro deve ficar fora do jogo contra a Croácia, diz Tite

Imprimir

Foto: Lucas Figueiredo/CBF 

Em fase final de recuperação de uma lesão no quadril, o lateral esquerdo Alex Sandro, 31, não deve ficar à disposição para partida da seleção brasileira contra a Croácia, nesta sexta-feira (8), pelas quartas de final da Copa do Mundo, às 12h (de Brasília), no estádio Cidade da Educação.

Segundo o técnico Tite, o jogador ainda será avaliado após o treino desta quinta-feira (8), mas a tendência é ele não jogar.

"Ele vai treinar de tarde para ver a disponibilidade para ir ao jogo. A tendência é a não participação, porque não há um trabalho muito forte ainda", afirmou o comandante nesta quinta (8).

Devido a uma lesão no quadril, o atleta acabou fora dos dois últimos jogos da equipe, contra Coreia do Sul e Camarões.

Considerado um dos homens de confiança de Tite, o lateral se colocou à disposição para jogar contra os coreanos, mas a comissão técnica entendeu que era melhor preservá-lo e adiar o retorno dele.

A ideia é colocá-lo em campo apenas quando estiver 100% para não correr risco de lesão já que o reserva imediato dele, Alex Telles, também sofreu uma contusão durante o torneio e está fora do Mundial.

Assim como contra a Coreia, o lateral direito Danilo deverá ser improvisado na esquerda. "Jogar na direita, esquerda ou centro da defesa, para mim é indiferente. Já mostrei diversas vezes. Para mim é algo natural", comentou o jogador.

O jogador da Juventus fez, ainda, um alerta sobre os perigos que a seleção brasileira poderá encontrar na partida contra a Croácia.

"Tem jogadores do calibre do Modric, inúmeros jogadores, como Kovacic, Perisic, Brozovic, habituados a grandes decisões. Vai ser uma partida que nos exige estar no máximo da concentração e empenho. É um adversário que vai bater de frente com a gente de todas as maneiras", comentou.

Com Danilo jogando pela esquerda, o zagueiro Éder Militão deverá ser novamente improvisado na direita, assim como ocorreu na goleada sobre a Coreia do Sul, por 4 a 1.

 

Fonte: Folhapress (Luciano Trindade) 

Imprimir