Cidadeverde.com
Esporte

Conmebol sugere à CBF mudança no uniforme da seleção em homenagem a Pelé

Imprimir

A Conmebol fez neste domingo (11) em Doha uma homenagem a Pelé e aproveitou a ocasião para sugerir uma mudança no uniforme da seleção brasileira.

Foto: Kin Saito / CBF

Dirigindo-se publicamente à CBF, o presidente da entidade sul-americana, Alejandro Domínguez, propôs que três das cinco estrelas referentes às conquistas brasileiras na Copa do Mundo sejam substituídas por três corações.

A sugestão leva em conta a cidade de nascimento de Pelé, há 82 anos: Três Corações, no interior de Minas Gerais.

"Pelé é o único que ganhou três Copas. Sendo o Brasil o único pentacampeão, que mude três de suas estrelas. Que mude para três corações. Ele mostrou o jogo bonito, de forma individual e coletiva. Queremos propor à CBF que substitua, em nome de onde veio Pelé, de onde veio encanto, o jogo bonito", disse Alejandro Domínguez.

A fala do dirigente se deu durante um evento na região central de Doha. A Conmebol montou um espaço perto do Souq Wakif, principal mercado popular do Qatar, e já tinha ali uma estátua de Pelé em cera. Hoje, a entidade acrescentou um painel com a mensagem "Força, Pelé".

"Pelé foi motivo de inspiração. Com ele nasceu o número 10. A partir daí, veio a ambição de outros jogadores. E a comparação. Mas jogadores como Pelé não são comparáveis. Queremos mandar nosso carinho ao rei. 

Estamos ao lado dele nessa partida que está jogando. Nossa obrigação é que as pessoas continuem conhecendo o Rei Pelé", disse o presidente da Conmebol, em referência ao tratamento contra o câncer feito pelo ídolo brasileiro.

A CBF estava representada no evento por Fernando Sarney, um dos vice-presidentes e membro dos conselhos da Fifa e da Conmebol. Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, voltou ao Brasil com a seleção brasileira, após a eliminação nas quartas de final do Mundial.

Sarney limitou-se a dizer que a CBF avaliaria a sugestão da Conmebol.

"É muito emocionante essa mensagem nesse momento que mais representa Pelé, a Copa do Mundo. Pelé é inspiração, exemplo, símbolo máximo do Brasil. Agradeço em nome da CBF, dos brasileiros e do próprio Pelé essa homenagem. Agradeço não só de coração, mas de três corações", disse Sarney.

Se quiser levar a sugestão da Conmebol adiante, a CBF precisa checar se o estatuto da própria entidade não seria um obstáculo para a inclusão dos três corações no lugar das estrelas.

O inciso II do artigo 13 regulamenta o formato do emblema e das estrelas que aparece acima dele. "Na parte superior o número de estrelas representativas de conquistas de Campeonatos Mundiais, em cor verde". 

O mesmo estatuto, ao mesmo tempo, prevê que a diretoria da CBF tem poderes para aprovar modelos de uniformes que tenham cores diferentes, mas não é tão direto em relação ao escudo, "sendo permitida a elaboração de modelos comemorativos em cores diversas, sempre mediante aprovação da diretoria".

IGOR SIQUEIRA
DOHA, QATAR (UOL/FOLHAPRESS)

Imprimir