Cidadeverde.com
Esporte

Seleção desembarca no Brasil com aplausos a Tite e 'ferida aberta'

Imprimir

Parte da delegação da seleção brasileira que disputou a Copa do Mundo do Qatar desembarcou na manhã deste domingo (11), no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro. O Brasil foi eliminado do torneio com derrota para a Croácia nas quartas de final. 

Na chegada, o técnico Tite foi aplaudido no saguão e ficou emocionado, mas não deu entrevistas, apenas agradeceu pelo carinho e seguiu rapidamente em direção à saída.

O voo fretado pela CBF chegou ao país por volta das 7h, nele estavam o presidente Ednaldo Rodrigues, outros dirigentes da entidade e alguns jogadores, a maioria deles, no entanto, foi direto para a Europa e outros permaneceram no Qatar.

Segundo relatos de quem estava no aeroporto, desembarcaram no Brasil os jogadores Éverton Ribeiro, Ederson, Weverton, Raphinha, Danilo e Rodrygo. Éverton foi o único a falar no desembarque.

"Ainda é tudo muito recente, todo mundo frustrado, triste. A gente não esperava, estávamos confiantes de chegar à final e ser campeão, o trabalho estava sendo feito para isso.

A equipe é muito forte, todo mundo bem, no seu melhor e infelizmente em um jogo que sofremos um chute no gol, acabamos perdendo nos pênaltis", disse o jogador em entrevista a jornalistas que acompanhavam o desembarque.

"Não tem muito o que falar, são momentos difíceis, a gente tenta confortar com palavras mas foi um baque total. Ainda estamos digerindo isso e essa ferida vai ficar aberta por um bom tempo. Nós precisamos seguir em frente, temos carreiras pelos nossos clubes. Agora tenho minhas férias para descansar um pouco, temporada foi muito puxada. É levantar a cabeça e seguir em frente", acrescentou.

Everton Ribeiro só atuou 35 minutos nesta Copa, quando entrou no decorrer do segundo tempo na derrota por 1 a 0 contra Camarões ainda na fase de grupos o técnico Tite poupou titulares naquele jogo.

Os jogadores do Flamengo retornam aos treinamentos no dia 26 de dezembro, mas Everton e o atacante Pedro -representantes do Rubro-negro no Qatar- devem folgar até o dia 2 de janeiro.

Fonte:UOL/FOLHAPRESS

Imprimir