Cidadeverde.com
Últimas

Morre monsenhor Jonas Abib, fundador da Canção Nova

Imprimir

Foto: Bruno Marques/Canção Nova

O monsenhor Jonas Abib, fundador da Canção Nova, comunidade católica que segue as linhas da Renovação Carismática, morreu na noite desta segunda-feira (12), aos 85 anos, em sua casa em Cachoeira Paulista, no interior de São Paulo.

O religioso havia comemorado 58 anos de sacerdócio na quinta-feira (8). No mesmo dia, recebeu alta hospitalar após ser internado no fim de outubro, por causa de frequentes episódios de pneumonia.

A morte foi confirmada pela Canção Nova em seu site oficial e nas redes sociais. A causa foi insuficiência respiratória por broncoaspiração e disfagia motora. Abib fazia tratamento quimioterápico desde maio de 2021 devido a um mieloma múltiplo.

Nascido em Elias Fausto, também no interior do estado, o monsenhor foi um pregador internacional, conhecido como referência na musicalidade católica e pela atuação junto aos jovens. Era cantor e escritor. Na Canção Nova, fundada em fevereiro de 1978, utilizava os meios de comunicação para evangelizar.

Abib foi um dos pioneiros da Renovação Carismática no Brasil. Presidia a Canção Nova e a Fundação João Paulo 2º, mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação. Era ainda reitor do Santuário do Pai das Misericórdias, em Cachoeira Paulista.

Líder de um segmento católico conservador, era considerado um aliado de Jair Bolsonaro (PL), que já ouviu dele que "o Brasil tem o presidente que precisava ter".

Em nota de pesar, o bispo de Lorena, Dom Joaquim Wladimir Lopes Dias, desejou que o legado do religioso seja levado adiante "por aqueles que de modo mais próximo o acompanharam, bem como o número grandioso de colaboradores que mantém esta obra que tanto bem tem feito à igreja, inspirados no seu lema para a vida sacerdotal".

O religioso será velado no Santuário do Pai das Misericórdias, em Cachoeira Paulista, a partir da manhã desta terça-feira (13). Segundo a Canção Nova, as homenagens serão realizadas durante três dias.

O Sistema Canção Nova de Comunicação fará a cobertura da despedida.

 

Fonte: Folhapress  

Imprimir