Cidadeverde.com
Últimas

Maioria dos prefeitos do Piauí é do sexo masculino com ensino superior completo

Imprimir

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com 

A Pesquisa de Informações Básicas Municipais (MUNIC) 2021 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísica (IBGE) divulgada nessa quinta-feira (15), apontou que dos prefeitos eleitos em 2020 no Piauí, a maior parcela é do sexo masculino (87%), de 41 a 60 anos (56,2%), preto ou pardo (53,5%) e com ensino superior completo (58,9%). 

Já em contrapartida, o perfil da minoria que compõe o poder executivo municipal no Piauí é de mulheres (13%), com idade entre 18 e 25 anos (1,7%) sem indígenas e apenas duas pessoas de cor amarela (0,9%).

A pesquisa apontou ainda que em relação a escolaridade temos 1,7% dos gestores com doutorado e 2,2% com o ensino médio incompleto na gestão municipal. 

De acordo com o IBGE, as características sexo, idade e escolaridade do gestor municipal são pesquisadas regularmente, no intervalo de quatro anos, e, a partir da edição de 2021, o quesito cor ou raça foi incluído no questionário de forma definitiva.

O Instituto ressalta que tais características são importantes para delinear os atributos dos ocupantes de cargos públicos gerenciais. Na medida em que se captura o perfil do gestor municipal, ficam evidentes os grupos populacionais que têm maior acesso a tais cargos. Nesse sentido, é possível identificar as desigualdades presentes na representatividade da população brasileira na política municipal.

E no cenário nacional, foram identificados 674 gestores municipais do sexo feminino, o que equivale a 12,1% do total dos 5.568 municípios pesquisados e 4.894 do sexo masculino (87,9%).

Verificou-se que, durante os 20 anos que separam a primeira pesquisa desta última edição, as prefeitas passaram de 332 para 674 (6,0% para 12,1%), porém, apesar de esse número ter dobrado, ainda é muito pequena a representatividade feminina no comando do executivo municipal.

Em todos os anos pesquisados, a Região Nordeste (5,5%) apresentou o maior percentual de prefeitas, enquanto as Regiões Sul (1,8%) e Sudeste (2,4%), os menores.

Da Redação (Com informações do IBGE) 
[email protected] 

Imprimir