Cidadeverde.com
Cidades

PF deflagra operação no Piauí e prende 4 pessoas por tráfico interestadual de drogas

Imprimir

Fotos: PF-PI

A Polícia Federal, em conjunto com a Polícia Civil do Piauí, deflagrou nesta quinta-feira (22) a "Operação Rota 135", com a prisão de 4 pessoas por crimes de tráfico interestadual de drogas, associação para o tráfico, e lavagem de capitais.

Os policiais federais cumpriram a 4 mandados de prisão preventiva e 11 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Estadual do Piauí nos estados do Piauí, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Bahia e Pernambuco. No Piauí, foram cumpridos 6 mandados de busca e apreensão em Teresina e José de Freitas, com uma prisão realizada na capital.

Segundo a Polícia Federal, a operação foi deflagrada com base em investigação iniciada no início do ano de 2022 e teve como objetivo desarticular grupo criminoso especializado no tráfico interestadual de drogas e lavagem de capitais, que atuava principalmente na remessa de entorpecentes da região Sudeste para o Piauí, por intermédio de rodovias.

"Durante as investigações, foi identificado um grupo logístico, responsável pelo transporte e armazenamento da droga, que resultou na apreensão em flagrante de duas cargas ilícitas de maconha, a primeira em Bom Jesus/PI (654Kg) e a segunda em Senhor do Bonfim/BA, quando o grupo transportava 552Kg", informou a PF.

Durante a investigação, os policiais identificaram que estava ocorrendo uma lavagem de capitais que estava sendo realizada pela associação criminosa. "Foram identificadas pessoas físicas e jurídicas utilizadas para movimentar os valores ilícitos, além de ocultar e dissimular o patrimônio obtido com o tráfico de drogas. Nesse aspecto, foi deferido o bloqueio judicial de cerca de 5 milhões de reais e o sequestro de bens móveis e imóveis dos investigados", dissse a PF.

Todos os presos serão encaminhados para a sede da Polícia Federal. O nome da operação, “Rota 135”, é uma alusão à principal rodovia federal usada pelos investigados para transporte da droga até o Piauí.

 

Bárbara Rodrigues (Com informações da PF)
[email protected]

Imprimir