Cidadeverde.com
Política

Deputados da base e oposição repercutem ida de Wellington Dias para ministério de Lula

Imprimir

Foto: Yala Sena/Cidadeverde.com

A escolha feito pelo presidente eleito Lula (PT) de nomear o senador eleito Wellington Dias (PT) para o Ministério do Desenvolvimento Social repercutiu na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). Deputados da base governista e da oposição já externam expectativa para o próximo ano. 

O deputado Nerinho (PT) disse que o anúncio repercutirá positivamente para o Piauí e para o Nordeste. Para ele, é um reconhecimento pela expressiva votação dada ao petista na eleição, cujo adversário foi o presidente Jair Bolsonaro (PL). 

“Essa é uma pasta que o governador Wellington Dias sabe nem. Então, o Piauí está sendo contemplado e o Nordeste como um todo, porque fez bonito nas eleições”, disse. 

Na pasta, Wellington Dias vai comandar importante programas sociais, carro-chefe do governo de Lula, como o Bolsa Família, atual auxílio Brasil. O senador eleito já teve importante articulação no Congresso Nacional para aprovação da PEC que permitirá o pagamento do auxílio de R$ 600. 

O deputado Firmino Paulo (PT) também destacou o peso que tem para os estados do Nordeste, historicamente entre os mais pobres do Nordeste, ter um ministro piauiense na área social. 

Foto: Arquivo/CidadeVerde.com

"O governo federal fica com a maior fatia dos recursos arrecadados. Não é uma distribuição justa. Está aí o reconhecimento do Nordeste para que o Governo Federal faça essa distribuição para as pessoas mais carentes, que mais precisam”, declarou. 

O deputado Marden Menezes (Progressistas), líder da oposição disse que o grupo acompanhará o desempenho de Wellington Dias na pasta com maturidade. Segundo ele, Wellington Dias e o governador eleito Rafael Fonteles (PT) terão a oportunidade de revolucionar o estado com as posições alcançadas. 

“O senador e o governador eleitos terão a oportunidade histórica de revolucionar a realidade socioeconômica do Piauí. Vamos estar cobrando, reivindicando e fiscalizando. Não tenho dúvida que com o poder que é dado para o ministro, com abnegação, o Piauí poderá receber benefícios imensuráveis ao longo dos próximos anos. Dependa da boa vontade do senador”, disse. 

 

Paula Sampaio 
[email protected]

Imprimir