Cidadeverde.com
Picos

Em 2022, homicídios reduzem quase 50% em Picos

Imprimir

Foto: Paula Monize - Cidadeverde.com/picos

Em 2022, o município de Picos registrou de janeiro até esta quinta-feira (29 de dezembro) 10 homicídios. O número é quase 50% menor do que o registrado em 2021, onde foram contabilizadas 19 mortes.

O delegado titular da Delegacia de Homicídios, Tráfico de Drogas e Latrocínio (DHTL), Agenor Ferreira Lima, explicou que a redução está associada ao trabalho conjunto das forças de segurança.

"Essa redução de quase 50%  se deve claro a uma soma de fatores que vem desde a realização de prisões em flagrante, cumprimento de mandados de prisão, tudo isso com um esforço conjunto das forças de segurança que atuam em conjunto na cidade de Picos", explicou o delegado.

Delegado Agenor Lima

No tocante às elucidações dos homicídios, o delegado destaca que o saldo tem sido positivo com a prisão de suspeitos de serem os autores dos crimes. A prisão mais recente foi a de Janiel Golçalves Ibiapino, suspeito de assassinar o ex-jogador da Sep, Jailson Alves da Silva.

Apreensões de drogas

Neste ano, a Polícia Civil de Picos através da DHTL bateu recorde no número de apreensões de entorpecentes. Foram mais de 100kg entre substâncias análogas ao crack, maconha e cocaína.

 "A gente teve mais um recorde com 100 kg de entorpecentes apreendidos entre crack, cocaína, maconha. Temos que enfatizar que além da Equipe de Investigação da DHTL, Núcleo de Inteligência, tivemos o reforço do Núcleo de Operações com Cães. Isso colaborou bastante para que a gente pudesse localizar e promover as prisões em flagrante", concluiu.

 

Paula Monize

[email protected]

Imprimir