Cidadeverde.com
Esporte

Presidente da CBF promete 'todas homenagens possíveis' a Pelé

Imprimir

Créditos: Arte: Júnior Souza


O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, se disse "profundamente emocionado" com a morte de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, e afirmou que a entidade fará diversas homenagens ao Rei do Futebol. O dirigente declarou sete dias de luto oficial na entidade.

"Estou profundamente emocionado com a partida do Pelé. A CBF fará todas as homenagens possíveis ao maior atleta de todos os tempos. Pelé é eterno e vamos trabalhar sempre para preservar a sua história e perpetuar o seu legado", declarou.

No comunicado, Rodrigues lembrou a emoção de ter visto Pelé em ação, quando tinha 13 anos de idade. Na ocasião, o Rei defendeu o Santos em amistoso contra a seleção da cidade de Ilhéus, no sul da Bahia, em 1967. O Peixe venceu por 3 a 1, com um dos gols marcados pelo camisa 10.
"Fiquei impactado. Dois anos depois, viajei até Salvador para assistir o milésimo gol dele, que acabou não saindo. O Nildo tirou o gol quase na linha. Eu e a Fonte Nova praticamente inteira vaiamos o zagueiro do Bahia. Três dias depois, o Rei marcou o milésimo no Rio diante do Vasco", lembrou Rodrigues.

Em seu site, a confederação classificou a morte de Pelé como "a mais triste notícia informada pela CBF desde a sua fundação, há 108 anos".

O Rei do Futebol morreu nesta quinta-feira (29), no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde estava internado há um mês. Segundo boletim divulgado pela equipe médica, o óbito aconteceu "em decorrência da falência de múltiplos órgãos, resultado da progressão do câncer de cólon associado à sua condição clínica prévia."

 

Fonte: Folhapress

Imprimir