Cidadeverde.com
Últimas

Depre apreendeu 365 kg em drogas e fez 107 prisões em 2022, aponta balanço

Imprimir

Foto: PC-PI

A Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes do Piauí (Depre) apreendeu 365 kg de drogas e realizou 107 prisões noo de 2022. O balanço foi divulgado pelo coordenador da unidade, delegado Everton Férrer, que também destaca que houve um fortalecimento na investigação patrimonial, com bloqueio de bens de pessoas investigadas por tráfico.

De janeiro a dezembro deste ano foram realizadas 107 prisões e cumpridos 223 mandados de buscas e apreensão. Durante as investigações realizadas, a Depre fez o sequestro de R$ 622 mil e de 12 imóveis, além de apreender 70 veículos.

“Estamos satisfeitos com o resultado realizado pela equipe, um trabalho que a gente procurou focar, e pelos números está claro, que foi realizada uma fortalecida na investigação patrimonial. A gente vê que comparado a 2021, não havia sido sequestrado nenhum imóvel, e foi realizado 12 nesse ano. Também fizemos apreensão em dinheiro de R$ 622 mil aproximadamente e ano passado tinha sido apenas R$ 81 mil. Ano passado foram aprendidos 30 veículos e nesse ano foram 70, então demos uma subida muito boa em patrimônio e se pensar em quantidade e valores desses imóveis e veículos, se chega a milhões”, destacou o delegado.

Foto: Bartolomeu Almeida

Delegado Everton Férrer

Entre as ações policiais também foram apreendidos 365 kg de drogas, e ainda foram incineradas um total de 2,5 toneladas de drogas que foram apreendidas pelas forças de segurança no estado.

“A incineração reflete a quantidade de drogas apreendias no estado. Ano passado foram 1,5 toneladas e nesse ano 2,5 toneladas, isso mostra que as forças policiais do estado como a PRF, PM, a Polícia Federal e as Delegacias civis em todo o estado, tem feito um trabalho forte na repreensão do tráfico. A Depre resolveu focar na asfixia patrimonial dos criminosos para evitar que eles usufruam do produto do crime”, destacou Everton Férrer.

 

Bárbara Rodrigues
[email protected]

Imprimir