Cidadeverde.com
Esporte

Entenda a treta na França que fez Mbappé defender Zidane publicamente

Imprimir

Uma fala do presidente da Federação Francesa de Futebol gerou uma verdadeira polêmica na França.

Noel Le Graet, cartola da entidade, afirmou que não atenderia a uma eventual ligação de telefone de Zinédine Zidane para conversar sobre o comando da seleção francesa. A declaração foi dada em entrevista à 'RMC Sport'.

Zidane estava sendo apontado como candidato para assumir o cargo de técnico dos Bleus, mas a Federação optou por renovar com Didier Deschamps até 2026.

Após a declaração, Kylian Mbappé se manifestou publicamente em defesa do treinador de 50 anos.

O astro de 24 anos do PSG disse nas redes sociais que "Zidane é a França" e reprovou o que considerou um desrespeito ao campeão mundial em 98.

Deschamps assumiu a seleção francesa em 2012 e já comandou os Bleus em três Copas do Mundo, conquistando o título em 2018. Se completar o novo vínculo, disputará o seu quarto Mundial em 2026.

O comentário do cartola repercutiu na França e fez com que a ministra dos Esportes do país, Amélie Oudéa-Castéra, também se pronunciasse. Ela apontou que a fala é uma "ofensa a todos" e exigiu um pedido de desculpas do cartola.

Zidane começou a carreira como técnico em 2014 e conquistou mais de uma dezena de títulos com o Real Madrid. Em sua galeria como treinador, ele soma três troféus da Liga dos Campeões e dois do Mundial de Clubes, além de ter vencido o Campeonato Espanhol duas vezes.

Além de disparar contra Zidane, o presidente da FFF comentou os rumores envolvendo o técnico francês no comando da seleção brasileira. Ele enfatizou que não se importa com o destino do treinador e ironizou.

Fonte: UOL-FOLHAPRESS

Imprimir