Cidadeverde.com
Entretenimento

Antônio Fagundes barra espectadores atrasados em teatro; polícia é acionada

Imprimir

Foto: AgNews

Uma peça do ator Antônio Fagundes virou caso de polícia no último sábado (14) após ele barrar 50 espectadores que chegaram atrasados para assistir o espetáculo "Baixa terapia", em cartaz no Teatro Clara Nunes, no Shopping da Gávea, zona sul do Rio.

Segundo o jornal O Globo, os espectadores atrasados ameaçaram funcionários que não permitiram a entrada e explicaram que eles teriam que comprar ingressos para outro dia. O grupo fez barulho, a peça foi interrompida e a polícia acionada para conter o tumulto do lado de fora do teatro.

Os espectadores rebelados só não leram com atenção a mensagem escrita no ingresso avisando sobre a exigência de pontualidade -regra adotada pelo artista há quatro décadas. "O espetáculo começa rigorosamente no horário marcado e não é permitida a entrada após o início, não havendo troca de ingressos e/ou devolução do dinheiro", diz a mensagem.

Após a confusão, Fagundes disse ao jornal O Globo que continua firme e forte na postura rígida de que o horário de início da peça precisa ser respeitado para não atrapalhar as outras pessoas. "Eu me sinto até desconfortável de falar sobre isso, porque é como se a gente tivesse que explicar para as pessoas o que significa a palavra 'começa'", explicou o ator, que já passou por situação parecida há alguns anos com um público atrasado em Portugal.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir