Cidadeverde.com
Últimas

Regina Sousa planeja mudanças no Restaurante Popular este ano

Imprimir

A ex-governadora do Piauí e atual secretária de Assistência Social e Assistência Social (Sasc), Regina Sousa, planeja mudanças no Restaurante Popular, que fornece refeições a preços populares. A gestora pretende a descentralização da unidade central em Teresina, bem como apresentar um projeto ao ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias (PT), para que se torne um programa nacional. 

"Ampliação, pelo menos, de distribuição ainda este ano. Ao invés de ficar centralizado no restaurante do Centro, pois a pessoa que mora na periferia não sai pro Centro. Se tivesse R$ 10 para pagar ônibus, comprava a quentinha lá mesmo. A formatação do Restaurante Popular a gente vai discutir com o Ministério, pois a gente gostaria que fosse nacionalizado [...] mantido como programa, pois os estados não têm como manter sozinhos", destaca a secretária.

Foto: Governo do Piauí

De acordo com a Sasc, o Restaurante Popular serve anualmente em média 607.200 refeições para a população da capital teresinense, distribuídas no Dirceu, Betinho Centro e Cozinha Uespi. Sendo investido pelo Governo do Estado o montante de quase R$ 5 milhões por ano. Os restaurantes  fornecem refeições diárias no valor popular de R$ 2,00 à pessoas em situação de vulnerabilidade social, além de estudantes, idosos e profissionais liberais. 

Regina Sousa destaca ainda outras ações executadas enquanto governadora do Piauí, experiências que "pretende vender pro Brasil" como o programa de cisternas e o moradia social. 

"Moradia social. As pessoas estão muito contentes com o que está acontecendo que é a pessoa botar o dinheiro na conta da família pra que a própria família faça a reforma ou construção. É aquela moradia mais simplesinha, mas digna [..] é um programa que eles prestam conta direitinho, pois só recebem a parcela seguinte se prestarem conta. Tem que confiar nas pessoas, elas sabem que são capazes de gerenciar e fica mais barato [...] são R$ 20 mil, mas que as pessoas fazem milagre. É uma experiência que quero vender para o Brasil", diz a secretária da Sasc. 

Em entrevista à TV Cidade Verde, Regina Sousa também pontuou sobre o Bolsa Família que começa a ser pago a partir desta quarta-feira, dia 18, às famílias cadastradas no CadÚnico. Ela defende a importância do Busca Ativa para controle do benefício e destinação para quem realmente se enquadra nos requisitos. 

Graciane Araújo
[email protected]

Imprimir