Cidadeverde.com
Últimas

Governo nomeia novos superintendentes da PRF nos 26 Estados e no DF

Imprimir

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com 

O governo federal formalizou nesta segunda-feira, 13, a nomeação dos novos superintendentes regionais da Polícia Rodoviária Federal (PRF). As escolhas constam do Diário Oficial da União (DOU).

Todos os chefes regionais da corporação, nos 26 Estados e no Distrito Federal, que estavam na gestão anterior foram exonerados pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT). As dispensas foram feitas em janeiro e alguns substitutos já vinham trabalhando interinamente.

As indicações são assinadas pelo secretário executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappeli, o número dois do ministro Flávio Dino. Embora tenha autonomia para agir, a PRF faz parte da estrutura administrativa da pasta. Há apenas duas mulheres na lista.

Veja a lista dos novos superintendentes:

- Acre: Liege Lorenzett Vieira

- Alagoas: Juliano Quintella Malta Lessa

- Amapá: Klebson Sampaio do Nascimento

- Amazonas: Benjamin Affonso Neto

- Bahia: Vagner Gomes da Silva

- Ceará: Flávio Antônio Holanda e Silva

- Distrito Federal: Igor de Carvalho Ramos

- Espírito Santo: Wermeson Mário Pestana

- Goiás: Tiago de Almeida Queiroz

- Maranhão: Francinácio Morais Medeiros

- Mato Grosso: Kellen Arthur Preza Nogueira

- Mato Grosso do Sul: João Paulo Pinheiro Bueno

- Minas Gerais: Fábio Henrique Silva Jardim

- Pará: Cassiano Hilário Ribeiro Filho

- Paraíba: Pedro Ivo Nogueira Loureiro

- Paraná: Fernando César Oliveira

- Pernambuco: Alexandre Rodrigues da Silva

- Piauí: Bruno Ribeiro Dias

- Rio de Janeiro: Vitor Almada da Costa

- Rio Grande do Norte: Péricles Venancio dos Santos

- Rio Grande do Sul: Anderson Nunes dos Santos

- Rondônia: Luciana da Silva Alves

- Roraima: Marcelo Aguiar da Silva

- Santa Catarina: Manoel Fernandes Bitencourt

- São Paulo: Edson José Almeida Júnior

- Sergipe: Vladimir Cardoso Hilário

- Tocantins: Alonso Mata Trindade

Ao longo dos quatro anos do governo Jair Bolsonaro, a cúpula da PRF manteve estreito alinhamento com o ex-presidente, o que colocou a corporação no centro de acusações de politização. O ex-diretor-geral da instituição Silvinei Vasques está sendo investigado sob suspeita de conivência com os bolsonaristas que bloquearam rodovias federais para protestar contra o resultado da eleição.

O novo diretor-geral da PRF, Antônio Fernando Souza Oliveira, tomou posse no mês passado com a promessa de afastar a corporação de bandeiras políticas e de recuperar a imagem da instituição, desgastada no governo anterior. Em seu discurso, afirmou que "atos isolados" e "abomináveis" lançaram "desconfiança" sobre a corporação e falou em "resgatar a essência" da PRF.

 

Fonte: Estadão Conteúdo 

Imprimir