Cidadeverde.com

Governador quer acabar com “ambulância terapia” e anuncia UTI em Campo Maior

Imprimir

Foto: Divulgação/CCom-PI

O governador Rafael Fonteles (PT) afirmou nesta segunda-feira (13) que pretende acabar com a “ambulância terapia” no Piauí, fortalecendo os serviços da rede de média e alta complexidade no interior do estado.  

O intuito é que os pacientes não precisem se deslocar em busca desses serviços. “Evitar a ambulância terapia que, infelizmente, acontece com frequência e a gente tem que resolver os casos mais simples e de média complexidade ainda no interior do estado”

A declaração aconteceu durante sua visita às instalações da UTI adulto do Hospital Regional de Campo Maior, como parte das atividades solenes em comemoração aos 200 anos da Batalha do Jenipapo. 

Segundo o governador, o novo espaço deve receber os equipamentos e começar a funcionar em menos de 90 dias. “Vai atender todo esse território, diminuir a necessidade de ir para Teresina. Sem dúvida muitas vidas serão salvas aqui na região”, disse.

A estimativa é que a nova UTI beneficie não apenas os 180 mil habitantes dos 15 municípios da região de saúde dos Carnaubais, mas também pacientes de outras cidades que precisarem de atendimento de média e alta complexidade. 

“Ate Piripiri, quando o hospital estiver cheio, por exemplo, o paciente pode vir para cá em vez de  Teresina. Então a regulação funciona melhor, reduz o tempo de transporte das pessoas e atende mais rapidamente para casos graves que precisam de UTI”, avaliou Antônio Luiz, secretário estadual de Saúde. 

Durante a visita, Rafael Fonteles destacou que a instalação da UTI em Campo Maior corresponde ao processo de interiorização dos serviços em saúde da rede pública estadual para evitar que a população precise buscar por atendimento em Teresina. 

Neste sentido, o governador destacou os investimentos em telemedicina e a integração das UBS de todos os municípios para concentrar exames com os hospitais regionais e com os hospitais de alta complexidade em Teresina.

 

Flash Yala Sena 
[email protected]

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais