Cidadeverde.com
Geral

Polícia identifica quarto suspeito de participar da morte de estudante de Direito

Imprimir

A Polícia Civil do Piauí já identificou o quarto suspeito de participação na morte do estudante de Direito, João Pedro Lima Teixeira, na última sexta-feira (17), na zona Leste de Teresina. O envolvido é D.S.B, 27 anos, que estava em liberdade condicional e foi o piloto da moto utilizada durante o latrocínio.  

Em entrevista ao Notícia da Manhã, nesta segunda-feira (20), o coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Francisco Baretta, disse que o perfil dele já foi traçado e que também possui uma extensa ficha criminal. 

"É o mesmo perfil do outro [autor do disparo]. Se você vê os bandidos que estão a solta hoje, a gente verifica que são indivíduos que matam, que traficam, que assaltam, fazem a mesma  coisa, é um progressividade criminosa", diz Francisco Barreta.

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com 

O delegado Francisco Baretta também deu detalhes sobre o depoimento do autor do disparo que matou o estudante e informou que já foi comprovado que o tiro partiu da arma de V.D.M.S, 20 anos.

“O que foi preso, o Vitor, conhecido como Vitinho, ele foi realmente quem efetuou o disparo, isso comprovadamente, não só pelo depoimento dele, mas pela análise e entrevista de pessoas e ele disse que atirou para assustar, queria atirar para cima, mas terminou atirando. Isso não tem desculpa porque o roubo seguido de morte é um crime hediondo, esse indivíduo faz do crime seu meio de vida e mais uma vez ceifou a vida de uma pessoa. Esperamos agora que ele seja mantido no cárcere”, conta o delegado Francisco Barreta.

Ainda de acordo com Francisco Barreta, ainda foi comprovado que um dos envolvidos não aceitou ajudar na fuga de Vitinho e a Polícia segue com as diligências para saber a origem de todos os celulares apreendidos e atuar A.M.S, 21 anos, preso suspeito de receptação.  

“Os outros dois que foram conduzidos, um que foi peitado por ele [Vitinho] para dar uma fuga, mas a pessoa não aceitou, devidamente comprovado, e outro responsável por resetar os telefones furtador e roubados. A autoridade policial também não autuou no momento, preferindo aguardar o levantamento da origem de todos os celulares e verificar se ele entra em uma receptação qualificada ou associação criminosa”, acrescenta Barreta.

O Crime

Um estudante de Direito de 22 anos foi morto com um tiro no pescoço na sexta-feira (17) na Vila Samaritana, zona Leste de Teresina. Testemunhas informaram à Polícia Militar que João Pedro Lima Teixeira estava em uma motocicleta quando foi atingido pelo disparo efetuado por suspeitos que teriam anunciado um assalto.

O jovem ainda tentou seguir, mas não resistiu aos ferimentos e acabou caindo morto nas proximidades da rua onde morava.

João Pedro trabalhava em uma empresa de cosméticos e, segundo a PM, estava retornando de uma entrega.

 

Rebeca Lima
[email protected]

 

Imprimir