Cidadeverde.com
Política

Luciano Nunes diz que PSDB quer presidir federação com Podemos e descarta mudança em comando

Imprimir

O ninho tucano quer presidir a federação entre o PSBD, Podemos e PSB no Piauí. A decisão vai perpassar por articulação a nível nacional, sob a direção do governador Eduardo Leite (PSDB). Por outro lado, grupo político ligado ao Podemos, capitaneado pelo secretário Fábio Abreu (Podemos) também articula para liderar a federação no estado. 

O comando do grupo terá repercussões diretas nas eleições municipais de 2024. 

O presidente do PSDB no Piauí, Luciano Nunes, foi à Brasília para uma reunião. Em entrevista ao portal Cidade Verde, ele informou o diretório nacional garantiu que definirá o comando da federação, caso está se consolide, com base em critérios técnicos. Para isso, serão criados “grupos de governança em cada estado. 

“Esse cortejo ao PSDB é natural, esse sentimento de ter o comando do PSDB, porque ele representa algo bom, quando se fala em PSDB se lembra das boas gestões. Então, isso é até um elogio para o que o PSDB representa. É natural que haja o desejo e movimentações para assumir o comando do partido. Temos uma relação absolutamente sólida com a direção nacional, temos uma história com o PSDB, foi o meu único partido, o PSDB sempre foi muito coerente com os projetos e candidatos, não acreditamos nessa possibilidade de mudança de comando. Temos um calendário e isso vai acontecer na mais absoluta tranquilidade”, declarou. 

Acerca de uma aliança com o Partido dos Trabalhadores para as eleições de 2024, Luciano Nunes descartou completamente: “Se abre conversa com todas as outras forças, desde que haja compatibilidade nos projetos, o PT devem ter candidato próprio e o PSDB também. Então, não vejo possibilidade no sentido de aliança”, declarou.

 


Flash Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir