Cidadeverde.com
Esporte

Endrick admite que se abalou por críticas: "Ódio no coração"

Imprimir

Foto: Joilson Marconne / CBF

O atacante Endrick, de apenas 17 anos, tornou-se um dos principais destaques na recente convocação da seleção brasileira. Apesar de ser reserva, o jovem jogador do Palmeiras entrou em campo na derrota por 2 a 1 contra a Colômbia, marcando sua estreia e consolidando-se como o quarto mais jovem defender a Amarelinha. 

Apesar do atual momento positivo, Endrick enfrentou adversidades no início da temporada, com poucas oportunidades no Palmeiras e críticas que, segundo ele, o afetaram profundamente.

"Para mim, foi um começo de ano muito difícil, tinha 16 era um garoto que gostava de ver as coisas, ver as pessoas falando de mim. Só via as pessoas me criticando, eu só queria rebatê-las, provar o meu valor. Isso me deixou mal", admitiu Endrick.

O jovem, contudo, revelou uma mudança significativa em sua perspectiva após completar 17 anos. "Eu mudei a minha cabeça. Simplesmente estou feliz, estou feliz com a minha cabeça, não ligo para críticas, não ligo para nada. O que mais importa é a minha felicidade e a da minha família, e a das verdadeiras pessoas que estão ligando pra mim", afirmou.

Desde sua chegada à seleção, o técnico Fernando Diniz tem dado atenção especial ao jovem talento, buscando transmitir confiança e tranquilidade ao jogador. Endrick, por sua vez, expressou sua gratidão e emoção em relação à oportunidade.

"É um sonho que eu tenho desde criança. Espero poder contribuir, ajudar a nossa Seleção, ainda mais diante da nossa torcida. O apoio deles vai ser fundamental para a busca da nossa vitória", disse.

Fonte: Sbt Sports

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais