Cidadeverde.com

Exportações do Piauí registram aumento de 20,8% em novembro comparado ao mesmo período de 2022

Imprimir

A Balança Comercial do Piauí, em novembro deste ano, superou as exportações do mesmo período de 2022, comercializando mais US$ 145 milhões em mercadorias na comparação a novembro do ano passado (US$ 114,9 milhões). O crescimento no valor das exportações foi US$ 30,2 milhões (R$ 148.108.868,615), que representa diferença de 20,8%.

O superávit da Balança Comercial, de novembro de 2023, foi de US$ 4,6 milhões de dólares (exportações US$ 145,1 milhões e importações US$ 140,4 milhões), que representa saldo positivo de 3,2% (R$ 22,9 milhões).

Observa-se que o mês passado teve um aumento no número de importações, tendo em vista o crescimento dos setores de serviços médico-hospitalares, energia e manufatura, puxados pelos investimentos públicos e privados nesses setores. Nas importações, válvulas e tubos termiônicas (36%), geradores elétricos giratórios e suas partes (23%), produtos laminados planos de ferro ou aço não ligado, não folheados ou chapeados (11%), produtos laminados planos de ferro ou aço não ligado (7,7%) e máquinas de energia elétrica ou geradores (4,7%). 

As exportações acumuladas de 2023 (janeiro a novembro) foram de US$ 1.549,5 bilhão e foi de US$ 1.570,7 bilhão o acumulado do mesmo período de 2022, gerando US$ 21,1 milhões desfavoráveis ao acumulado deste ano, que representa 1,3%. Acredita-se que as exportações de dezembro superem essa desvantagem.

Em novembro de 2023 a soja atingiu 76% (US$ 110,3 milhões), o milho 15% (US$ 21,7 milhões) e o farelo de soja 3,3% (US$ 4,7 milhões) dos produtos negociados. Os municípios que mais exportaram foram Bom Jesus, Uruçuí, Corrente, Santa Filomena e Baixa Grande do Ribeiro. Os países que mais importaram foram China (62%), Espanha (6,5%), Taiwan (2,6%), Estados Unidos (2,5%) e Japão (3,3%).

O agronegócio segue com um importante vetor de crescimento da economia brasileira, com participação em 25% do PIB nacional. Com isso, a safra de grãos de 2023 será bem maior do que a de 2022, aumentando as vendas dessas commodities no mercado internacional, sobretudo a soja no gigante mercado chinês.

O Governo do Estado, ao investir no incentivo às cadeias produtivas piauienses, por meio do fortalecimento da infraestrutura e da criação de políticas públicas de atração de investimentos e do empreendedorismo, contribui diretamente para a geração de emprego e renda e, consequentemente, em melhores condições de vida da população piauiense.

Da Redação

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais
Tags: economia