Cidadeverde.com

Com três brasileiros, Fifa anuncia indicados à seleção ideal de 2023

Imprimir

A FIFPro (sindicato global dos jogadores de futebol) divulgou em conjunto com a Fifa os jogadores indicados ao time ideal de 2023.

Vinte e três jogadores aparecem nas listas finais das premiações para homens e mulheres. São três goleiros, seis defensores, sete meio-campistas e sete atacantes indicados à seleção masculina, e três goleiras, sete defensoras, seis meio-campistas e sete atacantes na feminina.

Três brasileiros aparecem entre os finalistas: Ederson (Manchester City), Éder Militão e Vinícius Jr (ambos do Real Madrid). Nenhuma brasileira está entre as 23 indicadas à seleção feminina.

Os vencedores serão anunciados em 15 de janeiro, na premiação do The Best. O melhor jogador do mundo segundo a Fifa e o próximo detentor do prêmio Puskás também serão conhecidos nessa data.

INDICADOS À SELEÇÃO IDEAL MASCULINA DE 2023

Goleiros
Thibaut Courtois (Real Madrid/Bélgica)
Ederson (Manchester City/Brasil)
Emiliano Martínez (Aston Villa/Argentina)
Defensores
Rúben Dias (Manchester City/Portugal)
Virgil Van Dijk (Liverpool/Holanda)
Éder Militão (Real Madrid/Brasil)
Antonio Rüdiger (Real Madrid/Alemanha)
John Stones (Manchester City/Inglaterra)
Kyle Walker (Manchester City/Inglaterra)
Meio-campistas
Jude Bellingham (Real Madrid/Inglaterra)
Kevin De Bruyne (Manchester City/Bélgica)
Ilkay Gündogan (Barcelona/Alemanha)
Luka Modric (Real Madrid/Croácia)
Rodri (Manchester City/Espanha)
Bernardo Silva (Manchester City/Portugal)
Federico Valverde (Real Madrid/Uruguai)
Atacantes
Karim Benzema (Al-Ittihad/França)
Erling Haaland (Manchester City/Noruega)
Harry Kane (Bayern de Munique/Inglaterra)
Kylian Mbappé (PSG/França)
Lionel Messi (Inter Miami/Argentina)
Cristiano Ronaldo (Al-Nassr/Portugal)
Vinícius Jr (Real Madrid/Brasil)

INDICADOS À SELEÇÃO IDEAL FEMININA DE 2023

Goleiras
Mackenzie Arnold (West Ham/Austrália)
Mary Earps (Manchester United/Inglaterra)
Alyssa Naeher (Chicago Red Stars/EUA)
Defensoras
Lucy Bronze (Barcelona/Inglaterra)
Olga Carmona (Liverpool/Holanda)
Alex Greenwood (Manchester City/Inglaterra)
Amanda Ilestedt (Arsenal/Suécia)
Ashley Lawrence (Chelsea/Canadá)
Mapi León (Barcelona/Espanha)
Irene Paredes (Barcelona/Espanha)
Meio-campistas
Aitana Bonmatí (Barcelona/Espanha)
Claudia Pina (Barcelona/Espanha)
Fridolina Rolfö (Barcelona/Suécia)
Georgia Stanway (Bayern de Munique/Inglaterra)
Ella Toone (Manchester United/Inglaterra)
Keira Walsh (Barcelona/Inglaterra)
Atacantes
Jenni Hermoso (Tigres/Espanha)
Lauren James (Chelsea/Inglaterra)
Sam Kerr (Chelsea/Austrália)
Alex Morgan (San Diego Wave/EUA)
Salma Paralluelo (Barcelona/Espanha)
Alexandra Popp (Wolfsburg/Alemanha)
Alessia Russo (Arsenal/Inglaterra)

COMO FUNCIONA A VOTAÇÃO

Os vencedores são escolhidos através de votação por atletas profissionais. Segundo a FIFPro, mais de 25 mil jogadores participam da eleição todos os anos.

Cada votante escolhe três goleiros, três defensores, três meio-campistas e três atacantes em um sistema online.

A seleção final terá um goleiro e pelo menos três defensores, três meio-campistas e três atacantes. A última vaga ficará com o jogador de linha mais votado, independentemente da posição.

Neymar é um exemplo de atleta que não estava elegível para a seleção. Homens precisavam fazer ao menos 23 jogos oficiais no período entre 19 de dezembro de 2022 e 20 de agosto de 2023 para poderem ser votados. O atacante do Al-Hilal entrou em campo apenas nove vezes no período.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais