Cidadeverde.com

Quadrilha presa falsificava documentos e recrutava moradores de rua para golpes no Piauí

Imprimir

Foto: Ascom/Polícia Civil

Por Yala Sena

As Polícias Civil e Militar de Valença prenderam uma quadrilha especializada em falsificar documentos para aplicar golpes em vários municípios piauienses. O que chama atenção na atuação dos criminosos é que eles recrutavam moradores de rua e usuários de drogas para ajudar nos crimes. Quatro pessoas foram presas. 

Segundo a Polícia Civil, a quadrilha falsificava carteiras de identidade, comprovantes de residência, dentre outros. Com os documentos falsos, os criminosos se passavam por terceiros e realizavam transferência de imóveis e veículos.

“O esquema foi desvendado recentemente, quando foi constatado que uma mulher apresentou no cartório de Valença, documentos distintos, de pessoas diferentes, usando a mesma foto da suspeita. Após isso, foram identificados outros criminosos envolvidos na mesma prática, atuando nesta cidade e a Polícia Civil passou a monitorá-los”, informou o delegado de Valença Maycon Braga.

Na tarde de ontem (28), policiais civis estavam nas proximidades do cartório quando passou a suspeitar de uma pessoa que pretendia reconhecer uma firma para transferência de um veículo. 

“Os policiais civis à paisana passaram a manter vigilância sobre o mesmo, ao tempo que verificavam a autenticidade do documento apresentado por ele, quando identificaram que outro nacional, que estava em um bar nas proximidades, era um dos envolvidos, que também já havia apresentado documentos falsos anteriormente e pediram apoio de outros Policiais Civis e da Polícia Militar”, informou o delegado. 

Com o criminoso foi encontrado uma fotografia 3x4, que supostamente seria usada para confeccionar outro documento falso. No veículo do mesmo suspeito, um Chevrolet Onix de cor Branca, que estava estacionado próximo ao Banco do Brasil, foram encontrados diversos documentos como procuração pública feita em cartório da capital. Entre os documentos estavam transferência de veículo já com firma reconhecida em cartório de Teresina, documento de veículo e comprovantes de pagamento de taxas de veículos.

Segundo a Polícia, o suspeito que estava no bar, identificado como Josimar Batista de Carvalho, já responde a diversos processos, dentre eles, por crimes de estelionato. 

Em novembro do ano passado, duas pessoas foram presas suspeitas de recrutar moradores de rua para retirar veículos apreendidos em blitz do pátio do Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI) em troca de dinheiro.

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais