Cidadeverde.com

Inspetor da PRF faz alerta sobre "golpe de leilão" e compra de veículos roubados no Piauí

Imprimir

Foto: Divulgação/PRF

Por Bárbara Rodrigues

A Polícia Rodoviária Federal no Piauí (PRF-PI) fez um alerta sobre a compra de veículos adulterados, principalmente nas redes sociais, e o "Golpe de Leilão" no estado. As vítimas acabam tendo que responder na Justiça por receptação.

Somente neste ano, a PRF já recuperou 114 veículos roubados. Muitas vítimas alegam que compraram o veículo de forma honesta. O inspetor Adel Barbosa alegou que a compra sem a devida verificação, e principalmente por redes sociais, faz com que as pessoas caiam nesse tipo de golpe.

"A maioria das vezes enquandramos em crime de receptação, onde a pessoa compra o veículo em redes sociais e ela não sabe que se trata de um veículo de roubo e furto, e a gente acaba por prender essa pessoa. Muitas vezes ela comprou o veículo abaixo do preço de mercado, sendo que custa bem mais alto", explicou o inspetor, que informou que os criminosos fazem adulteração para que seja um "clone" de algum veículo que está regular, fazendo mudanças até mesmo no chassi.

Adel Barbosa também fez um alerta em relação ao "Golpe de Leilão", que ocorre principalmente no interior do estado.

"Nesse golpe, a pessoa rouba moto e leva para o interior, corta o chassi e número do motor, e depois vende para pessoas sem conhecimento técnico e jurídico, como se fosse moto de leilão. Então, quando a gente vê esses números cortados, a gente enquadra a pessoa no artigo 311 do Código Penal, que é suprimir elemento identificador e também por receptação", explicou.

Ele esclareceu que não se deve comprar nenhum veículo com o número cortado. "Não compre se estiver cortado o número. O veículo de leilão tem todo um processo judicial para voltar a atividade, então ele é remarcado com um novo número. Os criminosos fraudam até documento de leilão e enganam as pessoas, a maioria no interior, onde a pessoa não tem tanto conhecimento e é enganada", finalizou.

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais