Cidadeverde.com
Geral

Ex-jogador de futebol do River ataca esposa com 11 facadas

Imprimir
O ex-jogador Edilson e a esposa Leoneide. Ele é acusado de tentar matá-la
 
A mulher que foi esfaqueada, na última segunda-feira, foi vítima do ex-jogador de futebol, Edílson Rodrigues dos Santos, 38 anos, que chegou a jogar no River. Ele desferiu 11 facadas contra a esposa a dona de casa Leoneide Ferreira, 32 anos, que está em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI)do Hospital de Urgência de Teresina (HUT).
 
Delegada Vilma Alves
 
Edílson está foragido e já teria sido preso por deixar a mulher e os filhos em cárcere privado, em setembro do ano passado. O ex-jogador também teria sido internado no Hospital Areolino de Abreu.
 
De acordo com a delegada Vilma Alves, ele era professor de escolinhas de futebol de bairros, mas teria abandonado para seguir a mulher, que já estavam separados desde o ano passado, com a prisão do cárcere. “Edílson chegou a ser preso ano passado e alegou problemas mentais e acabou sendo solto”, destacou.
 
Leoneide estava separada e morando na casa da irmão, no bairro Promorar. Na noite do crime, ela estava chegando na casa de uma amiga, quando foi abordada pelo ex-marido, que desferiu as facadas. 
 
Ainda segundo a delegada, em 2005 ela já teria denunciado o marido que não teria ficado preso. O casal possui dois filhos de cerca de 10 e 11 anos.
 
Casa onde o casal morava na zona sul
 
Estado grave
Segundo a delegada Vilma que esteve com a junta médica do HUT, Leoneide foi atingida por 11 facadas. A primeira, desferida pelas costas, atingiu o pulmão.
 
Os outros órgãos atingidos foram: baço, fígado, intestino delgado e os rins. A delegada disse que os médicos afirmam que ela tem apenas 10% de chance de sobreviver.
 
Leoneide precisa de sangue AB positivo que deverá ser doado no Hemopi.
 
Vilma esteve na casa do irmão da vitima e da amiga onde sofreu a tentativa de homicídio. “Ela buscou de todas as formas defender a vida dela. Ele dizia para todo mundo que iria matá-la, as diversas vezes que ela esteve na delegacia, nós pedimos para procurar o promotor Francisco de Jesus e assim ela fez. Foi uma tragédia anunciada”, afirmou.
 
O crime ocorreu no bairro Porto Alegre e o casal tem dois filhos. 
 
Veja boletim médico divulgado pelo HUT:
Paciente internada na Unidade de Terapia Intensiva Geral do Hospital de Urgência de Teresina vítima de múltiplos ferimentos por arma branca que levaram a lesões de fígado, estômago, intestino delgado, rim esquerdo e pleura, além de diversas lesões cutâneas e de membros.

Encontra-se hoje no primeiro dia pós-operatório de laparotomia, com estado geral gravíssimo sob sedação contínua, respirando com auxílio de aparelhos e tendo a pressão arterial mantida com uso de medicações.
 
Teresina, 03 de setembro de 2009 às 10:31
 
Dr. Bruno Cristiano Figueiredo
Gerente Médico da UTI Geral
 

Caroline Oliveira e Leilane Nunes
[email protected] 

Tags:
Imprimir