Cidadeverde.com
Esporte

A derrota do Flamengo ficou dentro da normalidade

Imprimir
Não dava para esperar que o Esporte Clube Flamengo eliminasse o Palmeiras da Copa do Brasil. Claramente o alviverde do Parque Antártica era favorito disparado e não iria permitir uma surpresa que abalaria as estruturas da agremiação.Perder para a equipe piauiense seria uma  "humilhação" que provocaria reações até graves no clube paulista. A nossa expectativa era apenas de que o campeão piauiense fizesse bonito, embora perdendo a disputa.

SUCESSO NO PRIMEIRO JOGO

O primeiro jogo, realizado no Albertão, foi marcado pelo sucesso, a começar pela presença de mais de 30 mil pessoas no Estádio, público comparável ao registrado em grandes jornadas do futebol piauiense nos anos 70 e 80. O segundo ponto positivo foi o futebol exibido pelo Flamengo, seguramente uma das melhores atuações do nosso futebol em mais de 20 anos de Copa do Brasil. O Palmeiras suou a camisa para vencer por 1 x 0. O rubro-negro esteve bem organizado na partida e saiu de campo aplaudido por sua torcida.
 
A GOLEADA

Para o segundo jogo, em São Paulo, o normal mesmo era uma vitória palmeirense, mesmo que fosse por uma diferença pequena. Repetir a exibição de Teresina já seria um bom negócio, mas não deu. O time piauiense não mostrou o mesmo entrosamente defensivo e acabou goleado por 4 x 0. Sofrer um gol nos primeiros três minutos de jogo foi um golpe, provocado pela imprudência de Serginho. Na tentativa de cobrir a saida igualmente errada de Wildinho, o capitão rubro-negro cometeu pênalti. Daí prá frente o Palmeiras teve muíta facilidade para marcar a goleada.



Independente dos fatores determinantes do placar, com destaque para a natural superioridade em todos os aspectos da equipe paulista, o resultado não foi nenhuma coisa desastrosa. Goleadas já ocorreram várias vezes até em confrontos de grandes clubes do futebol brasileiro. Recentemente o Vasco da Gama aplicou 6 x 0 mo Botafogo e poucos dias depois o alvinegro derrotou os vascainos por 2 x 0 na final da Taça Guanabara.

A derrota de 5 x 0 de Picos para o Ceará,mesmo jogando na cidade de Picos, foi o pior que poderia acontecer ao nosso futebol na Copa Brasil de 2010. Jogando em casa, o time picoense tinha amplas condições para vencer e garantir o segundo jogo, em Fortaleza, assim como fez o Barras Futebol Clube em 2007, quando bateu os cearenses por 1 x 0 e perdeu o segundo por 2 x 0.



A preparação do Flamengo no início da atual temporada já apresentou progresso em relação às anteriores. O trabalho começou mais cedo, mas ainda assim ficamos atrás dos adversários que estão com os seus campeonatos em andamento desde o mês de janeiro. Tudo pode ser melhoradado para os próximos anos.

JARDEL NO BANCO

A presença de Jardel no elenco do Flamengo está sendo alvo de deboches contra o nosso futebol. O jogador não tem condições físicas para atuar e mesmo assim foi levado para São Paulo. Ficou o tempo todo no banco e foi motivo de brincadeiras da imprensa esportiva. O próprio Jardel deveria zelar pelo seu passado de grande artilheiro no Brasil e no mundo, não aceitando se expor dessa maneira. Se o Flamengo quer Jardel como "marketing promocional", é melhor aproveitá-lo em alguma função junto ao elenco.


Dídimo de Castro
[email protected]
Imprimir