Cidadeverde.com
Esporte

River e Parnahyba empataram no Estádio Lindolfo Monteiro

Imprimir
Foi o jogo começar e o Parnahyba mostrar que tem um time superior ao River em todos os setores. E foi assim que o Tubarão do Litoral esteve duas vezes em vantagem no marcador e ainda desperdiçou excelentes oportunidades para garantir a vitória.


                                       Fotos - Eduardo Frota

E no final, quando vencia por 2 x 1, sofreu o gol do empate de 2 x 2. Se o time azulino mostrou um bom futebol, o River não jogou o suficiente para a sua torcida ficar satisfeita.  Todo a equipe exibiu um futebol de baixo nível técnico, sem nenhuma condição de lutar pelo título de campeão.



A marcha da contagem:

PARNAHYBA 1 x 0 - Aos 14 minutos do primeiro tempo o lateral esquerdo Ricardo conduziu a bola desde a divisória do campo até entrar na área riverina, sem sofrer marcação. Ricardo chutou de esquerda  para vencer o goleiro Deivid.

RIVER  1 x 1 - O tricolor conseguiu o empate aos 40 minutos do segundo tempo(tempo corrido), através do zagueiro Júnior. A bola bateu na trave anates de ir para a rede.

PARNAHYBA 2 x 1 - Dois minutos depois o time parnaibano marcou o segundo gol através de Leto, aproveitando rebote do goleiro Deivid.

RIVER 2 x 2 - E quanto a derrota tricolor parecia inevitável, o meia Jarbas cobrou uma falta e empatou o jogo , colocando a bola no cantinho direito, na gaveta, do goleiro Dida.


PARNAHYBA - Beto (Dida); Jardiel, Erivaldo, Heridon e Ricardo; Totonho, Matos, Cleiton e Lobinho(Gil); Da Silva(Leto) e Marcelo. Técnico - Oliveira Canindé.

RIVER - Deivid; Jorginho, Cláudio(Alexandre), Júnior e Rochinha; Ricardo, Neto(Ánderson), Émerson e Jarbas; Kemps e Zinho(Maranhão). Técnico Nivaldo Lancuna.

Árbitro - Leonardo Marques Fortes.

Auxiliares - Francisco Pereira Lima e Rômulo Santiago.

Quarto Árbitro - Francisco Marques.

Público e renda - não informados.



O jogo teve 13 minutos de acréscimo em face do goleiro Beto, do Parnahyba, haver sofrido uma pancada na cabeça. O goleiro foi  atendido inicialmente no campo e em seguida teve que ser levado para exames em hospital da cidade.


Dídimo de Castro
[email protected]

Imprimir