Cidadeverde.com
Geral

Tumulto atrasa embarque de PMs para eleições

Imprimir

Atualizada às 9h50

Dezenas de policiais militares que esperam no Quartel Geral do Comando da Polícia Militar só começaram a embarcar para as cidades do interior do Piauí por conta das eleições, cerca de uma hora e meia após o previsto. Eles se negavam a viajar sem que as diárias estivessem em suas contas. Somente no QCG cerca de 700 homens estavam prontos para a viagem.

Fotos: Carlos Lustosa/Cidadeverde.com


O tumulto aconteceu com a chegada do presidente da Associação dos Oficiais, capitão Evandro, ao quartel logo no início da manhã e questionou a tropa se iria viajar mesmo sem as diárias. Por conta das palavras de ordem aos policiais, ele disse que o comandante geral, coronel Francisco Prado, lhe deu voz de prisão.



“O problema é que o Comando Geral quer impor condições aos policiais a todo momento. Eles nos deram dois ticketes de R$ 15 para passar quatro dias. Sendo que no interior não há onde trocar. O comandante geral afirmou que o dinheiro já estava garantido. Nós não queremos impedir nada. Assim que o dinheiro for depositado nós embarcamos. Estamos todos prontos para viajar mas sem diária ninguém embarca. O comandante Geral me deu voz de prisão e tentou pegar meu celular”, declarou capitão Evandro.



Por conta dos ânimos acirrados, policiais da Rone foram chamados para o local. O presidente tentou impedir também que os militares dos batalhões viajassem até as as diárias estivessem na conta. Mas, era tarde demais, muitos já haviam embarcado. Outros foram até a sede da Associação para esperar uma posição sobre o embarque.




Outro lado

Após uma hora e meia do tempo marcado para o início do embarque, o coronel Jaime Oliveira, corregedor da Polícia Militar, anunciou à tropa que um representante do Banco do Brasil esteve no QCG e garantiu que as diárias estarão nas contas ainda hoje. Ele afirmou que embora os bancários estejam em greve, o dinheiro será depositado.




“O superintendente do Banco do Brasil assegurou que o dinheiro foi enviado ontem a tarde, mas por conta de pendências entre o banco e a secretaria, o dinheiro só pode ser depositado hoje e deve está na conta até o final do expediente. Nenhum policial é menor de idade, eles sabem que tem o compromisso com o Piauí e o pleito eleitoral. Aqueles que não embarcarem irão responder por insubordinação”, declarou o corregedor. 




Após a declaração, os policiais começaram a embarcar e deixam o pátio do Quartel Geral do Comando da Polícia Militar.






Flash de Carlos Lustosa
[email protected]

Imprimir