Cidadeverde.com
Esporte

Liminar volta Lula à FFP e CBF faz "intervenção branca" na Federação

Imprimir

Atualizada às 11h30
Uma comissão da Confederação Brasil de Futebol, representada por cinco presidentes de federações estaduais, conversa na manhã desta quarta-feira (11) com Cesarino Oliveira, presidente da Federação de Futebol Piauiense (FFP). O quinteto diz que já ouviu a versão do ex-presidente da entidade piauiense, Lula Ferreira, sobre a celeuma do início do ano que deixou o Piauí fora de competições nacionais.


Lula Ferreira


Representantes são dos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Pará e Paraná.


Na última terça-feira houve uma nova reviravolta sobre quem deveria ser o presidente da FFP, com a decisão judicial que estabeleceu Lula de volta ao cargo. Mas segundo o atual vice-presidente, Alfredo ferreira Neto, afirma já foi dada entrada no pedido de suspensão desta sentença através de embargos declaratórios.


“Um juiz não pode julgar a mesma ação duas vezes e no dia 14 de janeiro essa ação já havia sido julgada em primeira instância. Eles não recorreram da decisão que havia sido declarada transitada e julgada, por isso não poderiam mais suscitá-la. Agora os embargos suspendem essa sentença”, explicou Alfredo Neto. Ele explica que o rombo na FFP é de R$ 2,4 milhões.


O deputado Federal Assis Carvalho (PT) foi o intermediário da vinda da comissão ao Piauí e aguarda o término da reunião com Cesarino para ver que providências serão tomadas. O parlamentar diz que pediu diretamente ao presidente da CBF, Ricardo Teixeira para ouvir as partes e daí tirar um relatório “como uma decisão politicamente correta”.


Os presidentes das federações irão elaborar um relatório e se reunir com as partes ao meio dia. “Eu vou pedir ainda ao Ricardo Teixeira celeridade porque o futebol do Piauí está prejudicado em toda as suas instâncias precisamos ter uma decisão rápida”, finalizou o deputado.


Após conversar com a comissão, Cesarino Oliveira diz que prestou todas as informações de como aconteceram as eleições para a FFP no início do ano. Afirmou que não fez acusações contra Lula Ferreira e lançou a proposta de que seja feita uma nova eleição. Em relação à liminar que anulou sua posse na entidade, declarou que isso está sendo avaliada por sua assessoria jurídica e que o imbróglio existe tanto da parte dele quanto a do seu adversário.


Cesarino


Ao chegar no hotel, Lula Ferreira proclamou que sua volta à frente da Federação é o fim do impasse com a CBF e que tomará posse nesta tarde. “A Justiça reconheceu que eu ganhei a eleição e agora aguardo o reconhecimento da Confederação para que o futebol piauiense volte à série D do campeonato Brasileiro e Copa do Brasil, além disso, vou organizar o campeonato piauiense que continuará a acontecer normalmente”, pontuou.

A Comissão da CBF ouvirá representantes de clube e devem se manifestar em seguida.




Flash de Caroline Oliveira
Redação Carlos Lustosa Filho
[email protected]

Imprimir