Cidadeverde.com
Política

Reação do governador sobre ataques de Cícero:"Não tenho nada a dizer"

Imprimir

Na solenidade de lançamento do concurso da Secretaria de Saúde, o governador Wilson Martins (PSB) evitou comentar as declarações do deputado petista Cícero Magalhães, que criticou a "ingratidão" do governador com o PT.


Thiag Amaral/Cidadeverde.com



Martins disse que prefere não entrar em brigas políticas este ano e que sua maior preocupação é com a falta de verbas para resolver os problemas do Estado. "É preciso muita paciência, temos que conversar. Não vou proibir ninguém de fazer comentário. Mas, agora, o Piauí precisa de gente trabalhando. Devemos falar de eleição em ano de eleição. Estou com dificuldades de arrumar dinheiro. Não tenho nada a dizer. É natural que os parlamentares possam fazer críticas, faz parte do debate democrático. Quero é convocar os parlamenmtares a ajudarem o Piauí. Preciso da compreensão de todos e não tem absolutamente que partir para discussão desse tipo", declarou o governador, em entrevista ao vivo ao Jornal do Piauí.


A deputada petista Flora Isabel estava presente na solenidade.


Caso Fernanda


Contrariando suas próprias declarações feitas dia 20, de que não aceitaria prorrogação do prazo para conclusão do inquérito, Wilson Martins disse que concorda com o pedido feito hoje pelo delegado Paulo Nogueira, da Cico.


O inquérito terá mais 30 dias para ser concluído e o governador afirma que confia no trabalho da polícia civil, do Ministério Público Estadual e da Secretaria de Segurança e que o governo fará o que for preciso para elucidar o caso e dar uma resposta.


Matéria relacionada
Cícero ataca governador e diz: "Ele é ingrato e hostil com PT"



Leilane Nunes
[email protected]

Imprimir