Cidadeverde.com

Parnaíba atrai investidores e ganha indústria de materiais de kitesurf

Com ventos favoráveis o ano inteiro e águas tranquilas, o município de Parnaíba, localizado na região Norte do Estado, é privilegiado, assim como todo o litoral piauiense. Procurada não apenas por turistas que desejam descansar e aproveitar o melhor que a cidade oferece, Parnaíba tornou-se um ótimo local também para quem pratica o kitesurf.

Mas além de oferecer condições perfeitas para quem é adepto dessa atividade, o município oferece ainda, condições para quem deseja investir ou ampliar os investimentos nessa área, como é o caso da empresa Aqua Dynamics, principal fabricante de esportes de ação do mundo, que escolheu Parnaíba para instalar uma filial da empresa, que produzirá:  pipas de kitesurf, barras, paragliders, gliders, parapentes, tendas infláveis, spyder tendas, pranchas twin tips, pranchas de Surf e pranchas kite wave, gerando emprego e renda e alavancando a economia do município e de municípios vizinhos.

Vendo o Piauí como um estado com elevado potencial produtivo para esportes marítimos, a Aqua Dynamics contempla um horizonte de 60 meses para sua implantação estabilizada, dividida em três fases de implantação, onde a primeira corresponde ao período 2020/2021 com a produção inicial de 900 equipamentos de kitesurf (pipa), 600 barras de kitesurf e 110 parapentes. A segunda fase vai de 2021 a 2022, onde o principal objetivo é o projeto social desenvolvido junto a crianças e adolescentes, com o objetivo de melhorar a vida desses, agregando valores como: esporte, cultura, educação e atividades que ajudam a inserir os jovens na sociedade com responsabilidade. E por fim, a terceira fase, que corresponde de 2022 a 2023, onde o intuito é expandir as instalações e contratações de novos funcionários.

Segundo o Gestor de Desenvolvimento de Negócios da Aqua Dynamics, Pedro Fontenele, a escolha do Piauí para a implantação da fábrica, se deu graças as potencialidades que o Estado possui e que atenderam aos requisitos propostos pela empresa. “Vimos no Piauí, um lugar com um potencial elevado para a produção de esportes marítimos, justo aquilo que produzimos. Aqui, fomos recebidos de braços abertos e temos grandes planos para o Estado. Contamos com um planejamento estratégico que deverá ser executado em três fases a fim de cumprirmos com o que foi proposto desde o início. Ao final, nossa intenção é produzir em torno de 3.500 equipamentos somente de kitesurf”, disse Pedro.

Para o secretário do Desenvolvimento Econômico, Igor Néri, a vinda da empresa para o Piauí é sinônimo de crescimento e, consequentemente, mais desenvolvimento para o Estado. “A frente da secretaria, nossa intenção é despertar o interesse das empresas para que, cada vez mais, invistam no Piauí, que é rico não apenas em belezas, mas em potencialidades também. Potencialidades essas que, se exploradas corretamente, alavancam o crescimento e o desenvolvimento do Estado. Nosso objetivo é receber bem todos aqueles que nos procuram, desburocratizar o que estiver ao nosso alcance e darmos o nosso máximo para que tudo saia como o planejado. A vinda da Aqua Dynamics sem dúvidas, é algo para somar. E ficamos felizes e com o sentimento de dever cumprido em ver que mais uma empresa nos escolheu”, falou Igor.

A previsão é de que as atividades da empresa comecem agora em 2020, dando início ao cumprimento da primeira fase proposta pelo projeto.

Kitesurf

No Piauí, a prática desse esporte começou ainda em 2000 e a cada ano que passa, vem atraindo novos adeptos. No kitesurf, o praticante utiliza uma prancha com uma estrutura de suporte para os pés, com uma pipa presa a cintura. O kitesurfista, nome dado a quem pratica a atividade, fica em cima da prancha sobre a água que é impulsionada e levada pelo vento.

 Da Redação
[email protected]