Cidadeverde.com

Paciente é transferido de hospital em Parnaíba por falta de anestésico para cirurgia

Um paciente com diagnóstico de apendicite aguda com peritonite difusa teve que ser transferido do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), em Parnaíba, para Teresina por falta de anestésicos para a cirurgia. No prontuário do paciente consta a necessidade de uma laparotomia exploratória (procedimento em que é feito um corte no abdômen do paciente) e a falta de "drogas adequadas para a realização do procedimento de forma segura". 

Por meio de nota, a Secretaria de Estado da  Saúde (Sesapi) informou que o país passa por restrições com relação a estoques de medicamentos sedativos, anestésicos e bloqueadores neuromusculares usados principalmente nas UTIs. 

"Esta é uma realidade de todo o setor público e privado. Para tanto o Fórum dos Governadores e o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde estão dialogando com o Ministério da Saúde para uma solução no mercado internacional, mediante ação da Organização Pan-americana de Saúde. A Secretária de Estado da Saúde, mesmo diante deste problema nacional, está conseguindo manter  o atendimento de seus hospitais, mediante constante procura e aquisição de estoques dos fornecedores locais e regionais", informou a nota. 

A falta de anestésicos compromete também o tratamento de pacientes infectados pela Covid-19. Nessa quinta-feira (25), o diretor do Hospital Getúlio Vargas (HGV), Gilberto Albuquerque, declarou que o estoque de sedativos para entubação de pacientes infectados pelo vírus estava no limite. 

 

Graciane Sousa

[email protected]