Cidadeverde.com

PF cumpre mandados em casas e sítios ligados a traficantes no litoral do Piauí

Fotos: PF divulgação

Atualizada às 16h

A Polícia Federal deflagrou a operação Manzuá II que cumpre mandados de busca e apreensão em casas e sítios ligados a traficantes nas cidades de Parnaíba e Ilha Grande, no litoral do Piauí, e também na cidade de Araioses, no Maranhão. De acordo com a PF, o grupo criminoso investigado também forneceria drogas em presídios e teria o apoio de agentes públicos  lotados em órgãos estratégicos da Segurança.

"As investigações são desdobramentos da operação Manzuá que apurou crime de cultivo ilícito de maconha na zona rural da Ilha Grande. O bando identificado em tal operação atua na região Norte do estado, inclusive fornecendo drogas em presídios. Observou-se, ainda a participação de agentes públicos lotados em órgão estratégicos da segurança, onde teriam acesso a informações privilegiadas a respeito de investigações policiais com a finalidade de dificultar a persecução penal dos membros da quadrilha", disse a nota da PF.

Os investigados serão indiciados pelos crimes de associação para o tráfico, associação criminosa, tráfico de drogas, divulgação de dados sigilosos e outros crimes que forem identificados no decorrer do cumprimento das buscas.

Na operação desta sexta-feira (04) foram apreendidos armas de fogo, dinheiro e um suspeito foi preso. Em um dos alvos, as equipes apreenderam quase R$ 30 mil. 

"Os valores em dinheiro tinham características de serem decorrentes do tráfico de drogas e foi presa uma pessoa por posse de arma de fogo de uso permitido pela ausência de registro. Essa operação faz parte de estratégia global da Polícia Federal que se inicia com a repressão ao tráfico de drogas nas fronteiras e se irradia até às descentralizadas onde, aliados às polícias Civil e Militar e ao Judiciário estadual e federal, dá cumprimento às buscas com interesse na repressão às drogas", disse o delegado Carlos Alberto Ferreira,  chefe da delegacia da PF em Parnaíba. 

Fotos: PF divulgação

A operação foi denominada Manzuá II em referência à armadilha de captura de peixes utilizada por pescadores locais, fazendo alusão ao constante trabalho da Polícia Federal para prevenir e reprimir o tráfico de drogas.

Um efetivo de 30 policiais federais deram cumprimento aos mandados expedidos pelo juiz Titular da 2.ª Vara Criminal da Comarca de Parnaíba. 


Graciane Sousa
[email protected]