Cidadeverde.com

Declarações de Mão Santa em convenção causam repúdio de entidades

As declarações o prefeito de Parnaíba, Mão Santa (DEM), durante a convenção do seu partido no último sábado(05), na qual homologou sua candidatura à reeleição, causou repúdio de entidades na cidade. 

Durante seu discurso, o prefeito afirma que o Bispo assinou um manifesto conta o presidente da República com “esculhambação”, que ele estaria ferindo a Bíblia e ainda sugeriu que o chefe da Igreja Católica no litoral teria um relacionamento conjugal ou que é proibido pela Igreja. 



Vídeo onde Mão Santa fala sobre o Bispo

Durante sua fala, Mão Santa não citou o nome do Bispo, mas a Coordenação Diocesana Pastoral, através do padre Ézio Rodrigues, divulgou nota de repúdio onde destacou que manifesta com "grande consternação, seu repúdio e discordância com o fato ocorrido na convenção do prefeito de Parnaíba, Mão Santa, ocasião em que o mesmo desrespeitou a Igreja e a pessoa do seu Bispo diocesano, Dom Juarez, Sousa da Silva". Na nota, a coordenação ressalta o apoio ao Bispo, "homem íntegro e comprometido com a causa de Jesus Cristo".

Já a Associação Atlética Brava que é uma entidade que representa os estudantes de Fisioterapia da Universidade Federal do Piauí em Parnaíba, repudiou outro momento do discurso de Mão Santa, no qual ele chamou de “porcaria” os concludentes das universidades federais. Em um post no Instagram, a entidade destaca que o prefeito "demonstra completo desrespeito às instituições públicas federais de ensino superior com uso de expressões depreciativas, ultrapassando o limite do bom senso". A associação descreve os atuais meios de ingressar às universidades, destacando o grau de complexidade das provas do Enem, por exemplo. 

 

Vídeo do Mão Santa sobre estudantes de universidades federais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A Associação Atlética Brava vem por meio desta nota expressar seu profundo repúdio ao discurso do prefeito de Parnaíba, Francisco de Assis de Moraes Souza, conhecido por Mão Santa, no qual demonstra completo desrespeito às instituições públicas federais de ensino superior com uso de expressões depreciativas, ultrapassando o limite do bom senso. O prefeito manifesta total desconsideração com falas como: “Essas porcaria que saem dessa Universidade Federal ‘num’ sabe nada, é a maior desgraceira, não sabe coisa com coisa”, “Não ‘tão’ formando profissional”. Caso falte ao prefeito informações a cerca dos atuais meios de ingresso em uma universidade pública, aqui vão alguns esclarecimentos: O Enem é atualmente a maior prova de seleção para ingresso em universidades federais e para programas do Governo Federal, como o Sisu, Prouni e Fies. No exame é obrigatório redigir um texto de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, da mesma maneira que na maioria dos vestibulares, portanto, Excelentíssimo Senhor Prefeito, os alunos das universidades federais sabem ler e escrever, mas não apenas isso, visto que nas provas do Enem a interpretação de texto, assim como, a capacidade de conflitar a realidade científica com o senso comum, exige de seus participantes habilidades que vão muito além de conhecimentos técnicos. É lamentável a posição do gestor público de um município que sedia uma universidade federal seja de tamanha desvalorização e desprezo, esforçando-se para enxovalhar a imagem dessas instituições públicas e seus profissionais. A Atlética Brava jamais deixará de se pronunciar diante de tais atos que buscam desqualificar as conquistas do ensino superior público federal brasileiro e dos profissionais formados por essas instituições.

Uma publicação compartilhada por AAA BRAVA (@atleticabrava) em

.

O Cidadeverde.com entrou em contato com os assessores do prefeito Mão Santa e aguarda posicionamento. 

 

Caroline Oliveira
[email protected]