Cidadeverde.com

Incêndio em residência mata duas crianças e deixa uma gravemente ferida em Parnaíba

Foto: Reprodução/redes sociais 

Menina de roupa xadrez sobreviveu e está na UTI do Heda


Um incêndio em Parnaíba causou a morte de duas crianças e deixou outra gravemente ferida. O diretor do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), Daniel Miranda, informou na manhã desta terça-feira (18) que a fumaça tóxica do incêndio causou a morte das duas irmãs. Segundo a direção, as crianças tinham poucos ferimentos causados por queimaduras. A terceira vítima, outra irmã, continua internada no hospital em estado grave. 

“É um momento muito difícil para o hospital Dirceu Arcoverde. Ontem por volta das 23h a gente recebeu essas crianças aqui, as três chegaram em quadro de parada respiratória por inalação de fumaça. As lesões de pele de queimaduras foram pequenas ou nenhuma, o que ocasião foi um quadro de inalação de fumaça tóxica. Foram reanimadas, mas infelizmente duas sem sucesso e outra internada em estado gravíssimo”, disse o diretor.

Ele destacou ainda que a equipe destinou todo o seu aparato para tentar salvar as crianças, mas que infelizmente elas chegaram em estado gravíssimo.

O Heda divulgou uma nota: 

Atualizada às 9h30

Um incêndio na noite desta segunda-feira (17) em uma residência no bairro Frei Higino, em Parnaíba, litoral do Piauí, resultou na morte dos irmãos Maria Eloá (4 anos) e Francisco Aylan (6 anos). Uma terceira criança, Francisca Aylla (7 anos), ficou gravemente ferida e permanece internada em estado grave. 

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o fogo começou por volta das 22h30. No local ainda estavam dois adultos. 

O fogo foi controlado com ajuda de vizinhos, que quebraram janelas para adentrar no imóvel. Os vizinhos também fizeram o resgate das vítimas ao Hospital Dirceu Arcoverde. Maria Eloá e Francisco Aylan não resistiram aos ferimentos e morreram na madrugada desta terça-feira (18). Francisca Aylla segue em estado grave na UTI do hospital. 

"Quando chegamos ao local, encontramos apenas o resto do incêndio, que já tinha sido controlado pelos populares, com baldes. Eles retiraram arrombaram as grades e retiraram as crianças", relatou o tenente Thauzer Rodrigues, do Corpo de Bombeiros de Parnaíba. 

Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, populares informaram que uma das crianças seria asmática e teria inalado muita fumaça durante o incêndio. Uma outra criança teria apresentado ferimentos na boca e no nariz. 

Fotos cedidas ao Cidadeverde.com 

 

As causas do incêndio ainda vão ser apuradas através de uma perícia. 

“Só uma perícia mais aprofundada para dizer a causa de origem do incêndio. Não identificamos nenhum material explosivo no local e também não houve nenhum relato de explosão. O que existia no cômodo eram vestígios de equipamentos eletro eletrônicos”, completou o tenente. 

 


Boletim médico 

O Hospital Dirceu Arcoverde informou que a menina está em estado gravíssimo. “Em uso de ventilação mecânica, uso de drogas vasoativas (noradrenalina e adrenalina), sem sedação, mas sem reflexo neurológico no momento. Chegou em parada cardíaca e reanimação por 5 min”.

O hospital informou ainda que a menina não tem comprometimento por queimadoras e que as lesões foram por inalação de fumaça tóxica. 

 

 


Natanael Souza e Yala Sena
[email protected]