Cidadeverde.com

Incêndio no bairro Catanduva se alastra e famílias têm que sair das casas

  • parnaiba.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde
  • parnaiba1.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde
  • parnaiba2.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde
  • parnaiba3.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde
  • parnaiba4.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde
  • parnaiba5.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde

Atualizada às 16h20 (hora local) 

Depois que quase cinco horas, os bombeiros conseguiram apagar o incêndio no bairro Catanduva em Parnaíba. O fogo ainda chegou atingir parte de uma casa, queimando uma parede, o teto e um local onde o proprietário da casa criava gados. 

“Tivemos que evacuar duas ruas praticamente por conta da fumaça, inclusive os animais dessa casa foram soltos a tempo, só depois que conseguimos controlar e apagar o fogo é que as pessoas estão começando a voltar”, destaca o major Rivelino, comandante do Corpo de Bombeiros no litoral. 

Ele disse que esse incêndio acontece todo ano, porém a intensidade deste foi maior que os anteriores. “Hoje o vento está mais forte, o que fez com que se alastrasse mais rápido”, justificou o oficial dos Bombeiros. 

Matéria original

Um fogo no mato no bairro Catanduva em Parnaíba tomou proporções maiores que o esperado e fez com que famílias tivessem que abandonar suas casas no final da manhã deste domingo(08). 

De acordo com comandante do Corpo de Bombeiros no litoral, major Rivelino, o fogo atingiu os entulhos que têm embaixo do capim e provocou uma fumaça muito forte. 

“Pedimos para as famílias saírem por causa da fumaça que é muito densa e tóxica, já que o fogo atingiu os entulhos”, explica o comandante. 

Ela afirma que nenhuma casa foi atingida até o momento e que pelo menos dez homens tentam controlar o fogo. “Estamos com duas equipes no local e está difícil de controlar, mas estamos tentando para que não atinja as casas”, afirma major Rivelino. Os bombeiros permanecem no local.

O fogo é há um quilômetro do quartel do Corpo de Bombeiros na cidade, por isso as viaturas são rapidamente reabastecidas, quando necessário. 


Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com