Cidadeverde.com

Parnaíba sedia Congresso Regional de Educação de Surdos do Delta

A APAS - Associação de Pais e Amigos dos Surdos de Parnaíba em parceria com a UFPI de Parnaíba, está promovendo nos dias 16, 17 e 18 de Junho de 2016 no Auditório da UFPI, o III Congresso Regional de Educação de Surdos do Delta do Parnaíba tendo como Eixo Temático: Escola Bilíngue-LIBRAS: Desafios de uma Língua no século XXI.

Este Congresso tem como objetivo informar aos participantes sobre as Escolas Bilíngues, a valorização da LIBRAS “Língua Brasileira de Sinais” e apresentar o bilinguismo como metodologia que mais aproxima o respeito e os direitos ao cidadão surdo, mostrando as necessidades e os benefícios da implantação da Escola Bilíngue, e mudar o velho conceito de surdo clínico, para “Ser Social” através do Bilinguismo LIBRAS/Português.

A LIBRAS e a Escola Bilíngue favorece para o sujeito surdo, seu desenvolvimento cognitivo pessoal, sociolinguístico e cultural. É o principal instrumento mediador para o surdo adquirir o português escrito, e torná-lo um sujeito linguístico, mas para isso ele precisa dominar a sua língua, e o sistema de educação de Parnaíba ainda é ineficiente e deficitário na atualidade, onde os surdos encontram-se em situação de exclusão, e variando em grau de analfabetismo em sua própria língua LIBRAS, sua primeira língua de aquisição.   

Esse encontro também proporciona aos profissionais da área conhecer os meios mais adequados do processo pedagógico educacional do surdo, que através do bilinguismo LIBRAS/Português, aceita o surdo como Ser Social, e nessa filosofia de ensino concebe esse sujeito como ser “Diferente”, e a surdez como “atributo humano” resultado de uma deficiência orgânica que não se esgota nela mesma (Vilma Slomisk Geni).

A escolarização dos surdos pede imediata revisão de sua política de base, já que a atual política reforça premissas que já sustentaram outras modalidades de escolarização que fracassaram. Em nenhum desses modelos ouve o rompimento com a lógica que o surdo deve ser surdo em português por dever e em LIBRAS por concessão. “É essa a lógica a ser rompida.”

E terá como público alvo os Surdos e familiares, comunidade surda, professores, estudantes, gestores escolares, fonoaudiólogos, médicos, comunidade, intérprete de LIBRAS e outros profissionais que direta ou indiretamente lidam com o Surdo.

 

Da Editoria de Cidades
redacao@cidadeverde.com