Cidadeverde.com

Paralisação de cirurgiões dentistas no norte do PI atingiu 12 municípios

Em ato realizado na Praça do Mirante, no município de Parnaíba, norte do Piauí, cirurgiões dentistas de 12 municípios realizaram um ato alusivo à paralisação dos atendimentos durante a manhã desta terça-feira (28). O movimento pauta melhorias salariais, valorização por meio de um Plano de Cargos, Carreiras e Salários, e de reajuste devidos, em média, há 7 anos.

Os municípios de Parnaíba, Luís Correia, Ilha Grande, Cajueiro da Praia, Bom Princípio, Buruti dos Lopes, Joaquim Pires, Cocal dos Alves, Cocal da estação, Caxingó, Caraúbas do Piauí e Murici dos Portelas estiveram sem os serviços odontológicos. O movimento conta com o apoio do Sindicato dos Odontologistas do Estado do Piauí (Soepi) e do Conselho Regional de Odontologia do Piauí (CRO-PI).

O movimento reflete uma insatisfação com a falta de compromisso dos gestores públicos de valorizar os servidores da saúde, aponta o presidente do Soepi, Sérgio Pires. “Existe uma disparidade na remuneração dos profissionais nos municípios do Piauí. O que precisamos é alcançar uma valorização que encaminhe para a conquista de um valor mínimo que respeite os cirurgiões dentistas que prestam um serviço de qualidade beneficiando a população piauiense”, relata o presidente do Sindicato.

O presidente do Soepi explica ainda que, entre outras questões, o vencimento pago atualmente não permite uma estabilidade aos trabalhadores. 

“Em Caraúbas, por exemplo, os dentistas se aposentam com R$ 900,00. Isso é um verdadeiro absurdo. Para citar mais exemplos, em Ilha Grande é pago um salário de R$ 1.140,00, em Cajueiro da Praia o salário é de R$ 1.400,00 e em Buriti R$ 1.500,00. É uma questão de dignidade. Para termos uma ideia, em Teresina o salário base vai chegar à R$ 4.100,00, sendo o salário final no valor de R$ 9mil, além das gratificações que somam mais de R$2.500,00. Estamos lutando por dignidade”, afirma.

Os cirurgiões dentistas prometem realizar novas paralisações caso não haja avanços no atendimento às reivindicações junto aos gestores municipais. “Existem graves problemas na saúde pública de nossos municípios e nós desejamos que nosso movimento ajude a melhorar a realidade dos profissionais que merecem trabalhar e serem valorizados de forma digna”, completa Allane Samara, cirurgiã dentista que compõe a comissão responsável por acompanhar o andamento das negociações.


redacao@cidadeverde.com