Cidadeverde.com

Operação da Polícia Civil prende seis por tráfico e homicídio em Parnaíba

A Delegacia de Homicídios, Tráfico de Drogas e Latrocínio de Parnaíba - DHTL, com apoio de policiais da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio- DEPATRI, Delegacia da Mulher, Núcleo de Inteligência da Planície Litorânea, Delegacia de Buriti dos Lopes, Delegacia de Luís Correia, Delegacia de Cocal e Regional de Parnaíba realizaram na madrugada de hoje (10) a operação Nowa Huta, que visava cumprir mandados de prisão preventiva e busca e apreensão pelos crimes de homicídio e tráfico de drogas no bairro Cidade sem Deus em Parnaíba.

 Na ocasião, foi dado cumprimento às prisões preventivas de Francisco Wanderson Castro, vulgo “Neném”, 19 anos, e Francisco Wagner do Nascimento, vulgo “Waguinho”, 32 anos, pelo crime de homicídio contra o menor José Armando Vieira De Souza, vulgo “Thuca”, 16 anos, fato ocorrido no dia 24/08/2017, no bairro Bebedouro. 

Durante as prisões, Francisco Wanderson Castro confessou a autoria do homicídio e entregou a arma utilizada no crime. Também foram encontrados entorpecentes na residência dele, sendo autuado por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. 

Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão no mesmo bairro, onde funcionam vários pontos de venda de droga, sendo apreendidas dezenas de pedras de crack, mais de R$ 2 mil em dinheiro e outra arma de fogo (um revólver cal. 38, com várias munições). 

Foram presos em flagrante: Maria Lua Gomes De Carvalho, 20 anos, Diego José Dos Santos Sousa, 25 anos, Bismarck Helsink Dos Santos Sousa, 27 anos, e William Richely Gomes, 28 anos.

Segundo as investigações o crime foi decorrente da disputa por pontos de venda de droga no bairro Cidade sem Deus.

Com as referidas prisões, a DHTL, soluciona mais um homicídio, delimitando a autoria e a materialidade, além da motivação e a apreensão da arma utilizada para a consecução do crime. 

Também foram desarticulados vários pontos de venda de entorpecente no bairro considerado um dos mais críticos de Parnaíba.

As diligências que resultaram nas prisões são provenientes de investigações advindas de denúncias anônimas realizadas no formulário de denúncias da Delegacia Regional de Parnaíba que pode ser acessado no seguinte link.

A Polícia Civil pede que a população continue ajudando com informações que possam auxiliar nas investigações de crimes ocorridos em toda a região.


Da Redação
redacao@cidadeverde.com