Cidadeverde.com

Acusado de participação no crime dos decapitados em Parnaíba é preso em Goiás

Um suspeito de participar diretamente do 'crime dos decapitados da rua Anhanguera', na cidade de Parnaíba,  Antonio Carlos Rodrigues dos Santos Júnior, o Júnior Preto foi capturado em Goiânia. 

O comparsa de Júnior Preto, Geovane Alisson de Sousa conseguiu escapar do cerco policial. Ambos tem mandados de prisão decretada pela justiça do Piauí. A dupla fugiu após bárbaro crime. 

O delegado Eduardo Alves Ferreira da cidade de Parnaíba - deverá enviar uma equipe de policiais da delegacia de homicídios para recambiamento de Júnior Preto, de Goiânia para o Piauí,  isso, com o término da greve da polícia civil.

Entenda o caso

Dois corpos decapitados foram encontrados enterrados no quintal de uma residência no bairro Piauí, em Parnaíba, município a 318 km de Teresina, no dia 1º de março deste ano. Os corpos foram esquartejados e estavam amarrados apresentando sinais de que foram gravemente torturados antes da execução. Um dos corpos foi partido ao meio além de decaptado e outro estava com mãos e pés amarrados. As cabeças e partes do corpo estavam enterradas em buracos diferentes do terreno.

Já as vítimas foram identificadas como o professor de inglês Paulo Henrique Lima Caldas,  natural de São Luís-MA, 47 anos e  David Soares Maciel, natural de Parnaíba-PI, 29 anos.

Cinco foram presos e um menor de idade apreendido suspeitos de esquartejarem e decapitarem dois homens no litoral do Piauí. 

Os suspeitos foram identificados como Jonas de Brito Martins, 20 anos, Franciely Oliveira Pereira, 23 anos, Francisco de Assis Júnior, 28 anos,  um menor de idade, Luís Evangelista Guedelha, vulgo Lulu, 26 anos e Francisco de Assis Guedelha, 32 anos, sendo estes dois últimos irmãos. 

Fonte:portaldocatita